vascoLesões, Covid-19, opção técnica ou tática do treinador. Um, duas ou mais. Seja a razão ou a quantidade que for, repetir a escalação de um jogo para o outro é artigo mais do que raro no Vasco. E vai se repetir nesta quarta-feira, quando o time de Vanderlei Luxemburgo vai encarar o Bragantino com duas modificações, pelo menos.


Na última rodada, Henrique foi expulso e Bruno Gomes recebeu o terceiro cartão amarelo da série. Com ambos suspensos, Neto Borges e Andrey devem voltar à equipe.

  • Temos que confiar em quem entrar. Cumprir a missão que pede o professor. Futebol é entrar concentrado e dar o máximo. O mais importante é a confiança nos companheiros para termos um grupo forte - entende Leonardo Gil, um dos que deve ficar.

  • Especificamente Bruno Gomes, foi a grande novidade tática de Luxemburgo, que vai para a quarta partida desta segunda passagem. A ausência do volante - único primeiro volante do elenco - pode gerar alteração tática ou de performance, mas só quando a bola rolar será possível conferir.

Mas Luxa passa longe de ser o único treinador a ter sofrido com as baixas, ou ter promovido alterações em sequência. Desde o início do trabalho de Ramon Menezes, nos dois jogos pelo Campeonato Carioca do ano passado, o Vasco não repete o 11 inicial.

Mas se o time obtiver os três pontos nesta quarta-feira, diante do Red Bull Bragantino, ninguém vai reclamar.

 

Lançe

Foto: Nayra Halm/Agência Lancepress