• Hospital Clinicor
  • Vamol
  • Roma

Novo técnico do Corinthians, Ramón Díaz chegou ao clube dizendo que espera "entrega e atitude" de seus jogadores para o time se livrar rapidamente da parte de baixo da tabela do Campeonato Brasileiro. O treinador assinou contrato com o Timão nesta quarta-feira, com validade até 31 de dezembro de 2025.

ramondiazcorinthian

– Primeiro quero que a equipe jogue bem, que tenha entrega, atitude, consiga os resultados. Se joga diferente em uma zona mais abaixo do que uma zona mais acima, mas os jogadores vão entender a situação e se adaptar ao momento, no qual precisamos de resultados. Espero que isso aconteça num curto período de tempo – disse o técnico, à Corinthians TV.

Aos 64 anos, Ramón Díaz estava desempregado desde abril, quando deixou o Vasco, e passava férias na Europa. Ele desembarcou no Brasil na última terça-feira, no Rio de Janeiro, onde encontrou dirigentes do Corinthians.

– Creio que é um clube que não está tendo os resultados que quer, uma equipe grande deveria estar em outra posição. O futebol é tão dinâmico que é preciso ter atenção, algumas mudanças, estamos muito felizes, agradeço ao presidente, a todos que nos estão dando essa oportunidade de seguir trabalhando em Brasil. Unidos, vamos poder seguir adiante.

– Tem uma torcida impressionante, em seu estádio se faz sentir pela quantidade de gente que vai. Estádio maravilhoso, instalações de primeiro nível, tudo para estar lutando sempre na parte de cima.

Além de Ramón, chegam ao clube os auxiliares Emiliano Díaz (filho do técnico) e Juan Romanazzi, o preparador físico Diego Pereira e o analista de desempenho Damian Paz.

A estreia dele à frente da equipe deve ser na terça-feira que vem, dia 16, contra o Criciúma. Nesta quarta, contra o Vasco, ele estará nas tribunas de São Januário. O Timão seguirá sob o comando do interino Raphael Laruccia.

Ramón Díaz fez história na Argentina, sendo um dos treinadores mais vencedores do país. Pelo River, foi seis vezes campeão argentino, além de ter conquistado a Libertadores e a Supercopa. Também venceu um título nacional com o San Lorenzo.

Antes de salvar o Vasco do rebaixamento em 2023, ele estava no Al-Hilal, da Arábia Saudita, clube que também defendeu entre 2016 e 2018. O argentino dirigiu a seleção do Paraguai entre 2014 e 2016.

Como jogador, Ramón foi atacante e disputou a Copa do Mundo de 1982 pela Argentina.

Vínculo com o Vasco Embora tenha deixado São Januário há mais de dois meses, Ramón Díaz ainda está vinculado ao Vasco.

O imbróglio se dá por causa das versões opostas das duas partes. O Vasco considera que Ramón e seu filho Emiliano Díaz pediram demissão, e o treinador garante que foi demitido.

Para se cercar, o jurídico do Vasco pegou depoimentos de jogadores e funcionários que presenciaram o que o clube entende como o pedido de demissão de Ramón, logo após a derrota por 4 a 0 para o Criciúma.

Já foi realizada a rescisão trabalhista por parte do clube, já registrada no site do Governo. Esse processo não exige assinatura do empregado.

O que ainda não foi finalizada é a rescisão federativa, por isso o nome de Ramón consta como técnico do Vasco no sistema da CBF.

Para a rescisão ser registrada, é necessária a assinatura do treinador. Só depois disso ele poderá ser inscrito pelo Corinthians.

GE

Foto: Corinthians