A Fifa investiga a manipulação de resultados no futebol e admite que vai apurar as denúncias feitas pelo ex-árbitro Gutemberg de Paula Fonseca, que acusa o presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Sérgio Corrêa, de corrupção.

O esforço faz parte de uma operação mundial que tem o objetivo de lutar contra o crime organizado e apostas ilegais que, segundo os especialistas da entidade, movimentam US$ 500 bilhões (R$ 925 bilhões) por ano, valor superior ao PIB de muitos países. Há poucos dias, em entrevista à Rádio Jovem Pan, além de acusar o chefe dos árbitros da CBF, Fonseca insinuou que teria recebido ordens para beneficiar o Corinthians no Campeonato Brasileiro de 2010. "Estamos interessados em saber mais sobre essa denúncia", indicou o chefe de segurança da Fifa, Chris Eaton.

Segundo ele, juízes têm sido alvo de organizações criminosas em todo o mundo. A Fifa mandou nesta semana um de seus agentes ao Brasil. Confirma também que investigações conduzidas na Itália e na Argentina apontam para o envolvimento de apostas ilegais no Brasil, além de outros crimes que envolvem jogadores e árbitros. As informações se referem a jogos da Segunda Divisão dos campeonatos nacionais e locais. Mas a entidade admite que conta com suspeitas sobre jogos na Série A.

Para os especialistas em segurança da Fifa, não há dúvidas de que grupos criminosos estariam operando na rica do Sul, entre eles asiáticos envolvidos em apostas ilegais. Uma das provas seria o documento escrito a mão por um dos criminosos, já preso, o qual mostra que, em outubro de 2010, um amistoso entre Bolívia e Venezuela foi manipulado. Mas as investigações no Brasil também estariam ganhando proporções importantes, principalmente diante da Copa do Mundo. "Há muito dinheiro no futebol e os criminosos querem esse dinheiro", disse Eaton, que montou escritórios na Colômbia, Jordânia e Indonésia.

CRIME
Documentos revelados ontem pela Fifa escancaram o tamanho da infiltração do crime organizado no futebol mundial. Os contratos publicados incluem entendimentos entre criminosos e federações nacionais que estabelecem jogos com resultados acertados para manipular apostas mundiais. "O crime organizado desembarcou com força no futebol", disse Eaton.
Em contrato revelado pela Fifa, a empresa Footy Media, com sede em Londres, fechou acordo com uma federação nacional para a organização de amistosos com resultados já combinados. No contrato era estabelecido que "não haveria cobertura de televisão" justamente para que se evitasse polêmicas.


Pelos acordos, os criminosos estabelecem até número de gols numa partida e deixam claro aos presidentes de federações que receberiam parte dos lucros. Em uma das mensagens interceptadas, a empresa do criminoso Perumal Wilson garantia que pagaria US$ 10 mil (R$ 18,5 mil) aos cartolas locais para facilitar a realização de um jogo. Em outro e-mail, de 2008, US$ 100 mil (R$ 185 mil) seriam dados para um clube em troca de acordo sobre o placar de uma partida da Liga dos Campeões da África. "Queremos dois gols em cada metade do jogo e vocês podem fazer mais um depois do quarto gol", dizia o texto com as instruções.

Na mesma mensagem, o criminoso afirma que poderia influenciar outras partidas da Liga dos Campeões, garantindo a classificação do time em negociação para a próxima fase, prometendo mais US$ 500 mil (R$ 925 mil). O mesmo Wilson chegou a fechar acordos com federações, fornecendo árbitros para garantir resultados em amistosos. Já na prisão, onde cumpre pena de dois anos, Perumal escreveu a punho seu testemunho e admite que chegou a controlar uma liga nacional mais que a federação local.

Mas insiste que foi sua atuação que fez melhorar a situação dos jogadores que viviam na pobreza. Ele compara abertamente jogadores e cartolas corruptos a "prostitutas que vão com quem paga mais". Em outro documento obtido pela Justiça da Finlândia, o criminoso alerta que federações nacionais estão "quebradas" e ávidas por receber dinheiro, mesmo que seja sujo.

PROTEÇÃO
Mas o próprio criminoso alerta: "Eu sou peixe pequeno. Existem peixes muito maiores no mercado". Enquanto a Fifa insiste que o problema no futebol está nas casas de apostas ilegais espalhadas pelo mundo, críticos apontam que o maior problema está dentro da própria casa do futebol.

A entidade não divulga o nome das associações nacionais envolvidas nos acordos com os grupos criminosos e nem cogita punições aos cartolas. As cartas e e-mails revelam que tais criminosos atuaram com o apoio dos dirigentes de federações. Jogadores e árbitros que teriam sido alvo de subornos admitem não ter a quem recorrer, uma vez que os próprios dirigentes estariam envolvidos.


SEM MORAL
Wilson chega a alertar que, se a própria Fifa está atolada em escândalos de corrupção nas mais altas esferas, o problema não está apenas na base do esporte. Para 2012, a Fifa promete criar um disque-denúncia e um serviço de proteção a quem denunciar a corrupção ou apostas ilegais pelo mundo. "Será por meio de jogadores que vamos desmascarar criminosos", completou Eaton.


Fonte: Estadão
trmpolimAs chances eram grandes, mas ainda não foi dessa vez que o Brasil conseguiu classificar uma equipe completa de ginástica artística masculina para uma Olimpíada.

Sentindo a ausência de três desfalques de peso - Diego Hypolito, Victor Rosa e Mosiah Rodrigues, todos cortados por lesão -, o grupo verde-amarelo teve atuação mediana no Pré-Olímpico disputado nessa terça-feira, 10, em Londres, ficou em 6º lugar e não obteve passaporte para os Jogos de 2012.


NOTAS DOS BRASILEIROS
Sergio Sasaki - 86,898 pts (6 aparelhos)
Petrix Barbosa - 84,132 pts (6 aparelhos)
Péricles da Silva - 83,898 pts (6 aparelhos)
Arthur Nory - 57,457 pts (5 aparelhos)
Francisco Barreto -56,799 pts (4 aparelhos)
Arthur Zanetti - 43,599 pts (3 aparelhos)

Ao todo, oito times disputaram a competição, e apenas os quatro primeiros classificaram-se para a Olimpíada. A grande surpresa foi a Itália, que teve um desempenho muito superior ao apresentado no Mundial do ano passado, somou 346,334 pontos e terminou na 4ª posição.
Além dos italianos, classificaram-se franceses (350,659), britânicos (358,227) e espanhóis (347,292). Já estavam classificados Japão, Estados Unidos, China, Alemanha, Rússia, Coreia do Sul, Romênia e Ucrânia.
"Pelo jeito, não vai dar, não. Infelizmente, essa vaga olímpica vai ficar pra próxima Olimpíada”, disse um cabisbaixo Arthur Zanetti antes mesmo de a competição terminar.

Sem poder contar com os experientes Diego, Victor e Mosiah, o Brasil entrou na disputa com a equipe de média de idade mais baixa do torneio. Ao todo, os seis atletas que representaram o país somaram 345,152 pontos, nota menor do que a do Mundial, por exemplo, quando o time brasileiro, contando com Diego e Mosiah, alcançou 346,626.

Embora as vagas olímpicas da ginástica artística masculina tenha sido preenchidas hoje, na quinta e na sexta-feira serão disputadas as finais por aparelhos, apenas como teste das instalações da Arena O2. O Brasil terá somente Arthur Zanetti nas argolas. Ele foi o melhor do aparelho com 15,533.


Apesar de não levar um time inteiro para Londres, o país pode pelo menos comemorar o fato de que, além de Diego Hypolito e Arthur Zanetti, mais um ginasta conseguiu a classificação individual. Sergio Sasaki terminou no 9º lugar e se garantiu na Olimpíada tal como seus compatriotas, que se classificaram graças às medalhas obtidas em finais por aparelhos no último Mundial.


Ainda assim, ele lamentou a situação da equipe, mas não soube explicar o desempenho no Pré-Olímpico. “Não adianta a gente procurar o problema agora, a ferida está aberta. Não tem o que se possa fazer agora, ficar remoendo. Daqui pra frente é uma nova etapa, 2016 está vindo e nossa equipe será forte”, completou.


A disputa feminina por equipes do Pré-Olímpico acontece nesta quarta-feira, e as finais individuais por aparelhos serão disputadas na quinta e na sexta. A competição em Londres ainda servirá para classificação da ginástica rítmica e do trampolim.

Fonte: Uol
O técnico Waldemar Lemos mudou a programação após chegar de viagem. Decidiu trocar o treino desta terça-feira, que estava marcado para ser um físico na praia, para um trabalho com bola no CT Wilson Campos. A intenção é começar a testar as opções para a estreia do Náutico no Campeonato Pernambucano, domingo, contra o Porto, em Caruaru.
philipluiz0

As dúvidas de Waldemar são por conta dos primeiros problemas físicos que começam a surgir e das regularizações. Ele precisa ter opções para escalar a equipe caso alguma coisa não saia como esperado. Sendo assim, o time escalado no coletivo comandado pelo treinador foi o seguinte: Gideão; Lennon, Ronaldo Alves, Marlon e Phillip (Imagem camisa vermelha); Elicarlos, Souza, Derley e Cascata; Rogério e Henrique.

As improvisações nas laterais são alternativas para os casos de Marquinho e Jefferson não fiquem disponíveis ou não tenham condições físicas de jogar no domingo.



Além disso, durante o treinamento, Ronaldo Alves pediu para deixar o trabalho com cansaço muscular e Cascata, que também sentiu um desconforto um pouco mais forte. Os dois estão sendo avaliados pelo departamento médico.

Superesportes
Parte da imprensa esportiva dos maiores centros esportivos do Brasil tem feito verdadeiras campanhas para acabar com os campeonatos estaduais, sob alegação de que não interessam ao público, o que não é verdade. Alguns jogos realmente são fracos e despertam pouco interesse, porém o mesmo acontece no Campeonato Brasileiro. As disputas entre os grandes têm público sim. A velha rivalidade é destaque nas competições locais. O fundamental é que os clubes de maiores torcidas estejam na disputa dos títulos.

A partir do próximo domingo, 15,  já teremos jogos valendo pontos em alguns estados. As competições no Rio de Janeiro e em São Paulo começarão dias 21 e 22. Todos os clubes já iniciaram os seus treinamentos e a chamada pré-temporada.

FLAMENGO X GUARANI
O Esporte Clube Flamengo encerra nesta quarta-feira, 11, a sua participação na Copa São Paulo. O adversário da equipe piauiense será o Guarani de Campinas. O jogo começará às 13:00h, de Teresina. A luta será para evitar mais uma goleada na competição.

ELEIÇÃO
Durante a pré-eleição no River o tempo ficou agitado entre Elizeu Aguiar e Zéneto Nunes. Tivemos murro na mesa da parte de Elizeu e Renato Berger chegou a assumir posição para evitar o pior. O segundo tempo da eleição tricolor será na segunda-feira, 16.


Fonte: cidadeverde