A reaplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 e a prova para privados de liberdade (Enem PPL) tiveram como tema de redação: "a falta de empatia nas relações sociais no Brasil”.

A informação foi divulgada nas redes sociais, nesta terça-feira, pelo ministro da Educação, Milton Ribeiro. Os candidatos têm até as 19h para terminar o exame.

Ao todo, são 276 mil participantes, em 1.481 municípios brasileiros. Entre eles, estão:

41.864 privados de liberdade, que prestarão o Enem PPL dentro de unidades prisionais e socioeducativas;
163.444 inscritos no estado do Amazonas, 969 na cidade de Espigão D'Oeste (RO) e 2.863 em Rolim de Moura (RO), onde a prova foi suspensa por causa da pandemia;


66.860 candidatos que estavam com doenças infectocontagiosas (como Covid-19) no dia da primeira aplicação, que enfrentaram problemas logísticos (falta de luz no local de prova, por exemplo) ou que foram barrados em salas lotadas. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) não divulgou quantos se encaixam em cada uma das situações mencionadas.


Todos farão a versão impressa do Enem — mesmo aqueles que estavam inscritos para a digital, mas que não puderam comparecer ao exame na data original.


Temas no Enem impresso e digital
Na primeira aplicação do Enem impresso, em 17 de janeiro, a redação teve como tema: 'o estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira'.


No Enem digital, em 31 de janeiro, os candidatos escreveram sobre “o desafio de reduzir as desigualdades entre as regiões do Brasil”.
Estrutura da prova
Primeiro dia

Nesta terça-feira (23), os candidatos farão a redação e responderão a 45 questões de linguagens e a 45 de ciências humanas. As provas serão aplicadas das 13h30 às 19h.

Segundo dia

Na quarta-feira (24), o Enem PPL e a reaplicação da prova terão 45 questões de ciências da natureza e 45 de matemática. O exame ocorrerá entre 13h30 e 18h30.

Resultados
O gabarito e os cadernos de questões serão divulgados na segunda-feira (1º).

As notas individuais saem em 29 de março, junto com a dos candidatos da primeira aplicação e do Enem digital.

Abstenção no Enem 2020
As outras versões do Enem 2020 foram marcadas por altos índices de abstenção. Na prova impressa, aplicada em 17 e 24 de janeiro, mais da metade dos inscritos não compareceu.

No Enem digital, 96 mil estavam confirmados, mas 68% faltaram no primeiro domingo, e 71,3%, no segundo. Foi a estreia do formato informatizado.

As abstenções do Enem PPL e da reaplicação não foram divulgadas até a última atualização desta reportagem.

 

G1