• Vamol
  • Roma
  • Fiat
  • Floriano Veiculos

+No último sábado, 17, um idoso de 64 anos foi flagrado transportando 66 filhotes de papagaio após uma abordagem da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Tianguá (CE). Ele alegou que comprou os animais em São João da Fronteira (236 km de Teresina), no Piauí, por R$ 6 mil e venderia cada um por R$ 150.

papagaio

Os filhotes, que estavam sendo transportados no porta-malas de um automóvel, foram encaminhados à superintendência do Ibama em Teresina, onde serão reabilitados para voltar à natureza.

Ao todo, foram resgatados 66 filhotes de aves, sendo 64 papagaios verdadeiros (Amazona aestiva) e 2 papacapim (Sporophila nigricollis). Os animais têm entre 15 e 60 dias de nascidos e ficarão aos cuidados do Ibama por cerca de seis meses.

“Era um mercado interno que graças a ação interinstitucional esses animais não vão chegar ao seu destino final. Vão ter a possibilidade de voltar para a natureza. E, de acordo com a lei de crimes ambientais, esse cidadão vai ser autuado em 321 mil reais por conta da quantidade de papagaios que estava traficando”, ressaltou Rômulo Pedrosa, chefe da divisão técnico-ambiental do Ibama.

O médico veterinário, Fabiano Pessoa, do Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) do Ibama, ressaltou o prejuízo que a captura desses animais provoca ao meio ambiente. Segundo o veterinário, os animais desenvolvem um papel fundamental para a manutenção da natureza.

“A sociedade precisa compreender que comprar um animal silvestre ilegal para criar em cativeiro é um crime extremamente danoso e prejudicial para toda área ambiental”, frisou Fabiano Pessoa.

Os filhotes de papagaios resgatados agora ficarão aos cuidados dos veterinários do Ibama e em aproximadamente 6 meses serão reinseridos na natureza através de fazendas cadastradas, conhecidas como santuários, segundo Fabiano.

“O desafio agora é o manejo nutricional dos animais para que eles possam ganhar peso e empenar. A partir desse processo, a gente faz a formação de grupos para projetos específicos de soltura da espécie. A gente tem viveiros aqui de reabilitação para formação de grupo com treinamento específico com o pessoal da área da biologia. Depois da parte dos exames que estão sendo feitos aqui se os animais estiverem ok na parte de sanidade serão enviados para áreas cadastradas no IBAMA”, acrescentou Fabiano.

Após a abordagem no último sábado, o veículo e o condutor foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil para os devidos procedimentos.

Com informações do cidadeverde