Quatro suspeitos de instalarem um equipamento conhecido como 'chupa cabra', utilizado para capturar e armazenar cédulas de dinheiro quando um cliente realiza um saque, já foram identificados pela Polícia Civil. No domingo, 09, um cliente flagrou o dispositivo em um caixa eletrônico do Banco do Brasil do bairro Piçarra, Zona Sul de Teresina.

De acordo com Washington Gomes, chefe de investigação do 6º Distrito Policial, as imagens do sistema interno do banco ajudaram a identificar o grupo criminoso e dentre os suspeitos estariam um casal.


“Conseguimos comprovar nas imagens que quatro das pessoas estiveram no sábado e no domingo na agência e passaram muito tempo no interior da agência, dentre elas têm um casal e dois homens já conhecidos da região. Nós estamos aguardando para conseguir outros elementos de provas materiais e assim possamos qualificá-los, mas a linha da investigação está concluída”, informou.

Ainda de acordo com o investigador, a instalação do chupa cabra no banco da Piçarra, seria porque os suspeitos moram na mesma região.
Pelas imagens do circuito interno também é possível ver como os suspeitos agiam. “Nós percebemos que eles passam cerca de 30 minutos no aplicativo de mensagens, como se estivessem esperando alguma pessoa, mas na verdade os criminosos estão aguardando uma vítima tentar sacar o dinheiro. No sábado, eles passaram 40 minutos no banco”, revelou.

 

G1 Pi