Foi assassinado no final da tarde dessa terça-feira, 08, o comerciante Sebastião Viveiros Teixeira, 51 anos, dentro de sua residência, em Monsenhor Gil, a 51 quilômetros ao Sul de Teresina, com um tiro de espingarda, após discutir com o vizinho Jorge Luís dos Santos, 50 anos, que foi preso em flagrante.

Sebastião Viveiros residia no bairro Caluzo. Ele discutiu com o vizinho e foi para dentro de sua casa e quando estava sentado na sala, foi atingido com um tiro de espingarda, no rosto, tendo morte no local. O corpo foi removido para o Instituto de Medicina Legal - IML, em Teresina, onde foi examinado e depois liberado para o velório e sepultamento.

O vizinho Jorge Luís dos Santos ainda tentou fugir, mas a polícia militar chegou e o prendeu e apreendeu a arma - uma espingarda, tipo cartucheira, calibre 20. Ele foi autuado em flagrante e ainda hoje será encaminhado para o sistema prisional do Estado, onde ficará aguardando uma decisão da justiça.

"Eles eram vizinhos, e tinham uma briga antiga. Durante uma dessas brigas na tarde de hoje o fato aconteceu. O acusado do crime aparenta ter problemas psicológicos e tinha colocado na cabeça que tinha sido afetado por uma macumba feita pelo Sebastião. Ele então discutiu com a vítima e depois foi em casa, pegou a espingarda e executou o crime”, disse sargento que foi ao local.

“Com essa ideia de macumba na cabeça Jorge Luís deduzia que todos os problemas que apareciam em sua vida eram causados por essa 'praga' que a vítima teria jogado sobre ele. Se acontecia uma briga dele com a mulher ou com o filho, o acusado falava que era culpa do Sebastião”, afirmou o militar.

 

teresinadiario