• Hospital Clinicor
  • Vamol
  • Roma

Após reunião na manhã desta sexta-feira, 13, o promotor Danilo Ramos impugnou de todos os registros de candidatura a prefeito e vereador no município de Pimenteiras, distante 252 quilômetros de Teresina. O principal motivo foi a ausência de documentos no processo, em especial certidões negativas de condenações, que poderiam implicar em indeferimento por conta da lei da Ficha Limpa.

 

O Ministério Público Estadual confirmou que foram impugnadas todas as 42 candidaturas do município, entre elas as três para prefeito. Um dos políticos teve o pedido de indeferimento por conta de condenação no Tribunal de Contas do Estado ( TCE-PI). Os demais foram atingidos por falta de documentação, entre elas certidões negativas do TCE, Tribunal de Contas da União (TCU), Justiça Federal, entre outros órgãos colegiados.

 

Todos que tiveram candidatura impugnada por falta de documentação terão sete dias para se regularizarem. O Ministério Público também poderia pedir diligências, mas o prazo para resolver a situação seria menor, três dias.

 

Apesar de afirmar que não há uma orientação para ações padronizadas dos promotores, o Ministério Público Estadual confirmou ainda que um município da região de Bom Jesus também teve todas as candidaturas impugnadas pelo promotor local, enquanto outros acionaram parte dos políticos. Um balanço geral do interior do Estado com as candidaturas que podem ser indeferidas deve ser divulgado na próxima semana.

 

cidadeverde