Foi na noite dessa sexta-feira, 3, um dos eventos  programados para a formatura de uma das turmas de uma Faculdade  local. O evento da área da educação reuniu numa das turmas de formandos que são do curso de fisioterapia, 28 pessoas. silascruzeneas

Entre os convidados, familiares dos formandos, amigos e professores. Participaram o secretário de Infraestrutura Fábio Cruz que esteve como patrono, o jornalista Silas freire que assumiu o papel de paraninfo,  o profissional em saúde Enéas Maia também esteve presente e foi o padrinho, sendo que a primeira dama de Floriano, Márcia Rodrigues, esteve como madrinha. marciarodrigues



Os formandos seguem ainda pelo final de semana com uma programaçao festiva comemorando mais um feito na vida de cada um, sendo na área da educação e do conhecimento.

 

Da redação

IMAGEM: piauinoticias



O resultado final do concurso público municipal de Floriano já está disponível no site do Núcleo de Concursos e Promoção de eventos (Nucepe).


Os candidatos já podem conferir se estão aprovados tanto na área de saúde quanto na área da educação. As provas foram realizadas no dia 30 de outubro do ano passado.

 

Confira aqui os resultados:

 

CONCURSO PÚBLICO PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORIANO - EDITAL 02/2011 – SAÚDE

 


 

CONCURSO PÚBLICO PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORIANO - EDITAL 01/2011 – EDUCACAÇÃO



Da redação

 


 

 

Após a troca de ministro, o Ministério da Educação (MEC) começa a confirmar as trocas nos cargos de chefia e direção dos seus órgãos. Foram publicadas nesta sexta-feira, 3, no Diário Oficial da União as nomeações de Luiz Antonio de Mello Rebello para o cargo de chefe de gabinete e a troca de José Luis Balalaica dos Santos por Leonardo Osvaldo Barchini Rosa para a função de diretor de programa da secretaria-executiva do ministério.

 

 

 

No dia 26 de janeiro, a então secretária de Educação Básica, Maria do Pilar Lacerda, e a presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Malvina Tuttman, anunciaram que deixaram o MEC em função da nova gestão.

 

 

 

Segundo o MEC, também estão previstas trocas na Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica, comandada por Eliezer Pacheco, e na Secretaria de Articulação com os Sistemas de Ensino, chefiada por Carlos Augusto Abicalil.



Terra

 

 

ex-catadora-usp-Laíssa Sobral Santos Martins, de 19 anos, é uma das estudantes aprovadas no último processo de transferência externa da Fuvest, que seleciona alunos já matriculados em outras universidades para estudarem na USP (Universidade de São Paulo). Sua história seria comum se não fosse um detalhe: Laíssa é ex-catadora de lixo e cresceu na cooperativa de catadores da Granja Julieta, na qual sua mãe, Mara Lúcia Sobral Santos, é coordenadora.

 

 

 

“Eu estava matriculada em um curso de gestão ambiental na FMU (Faculdades Metropolitanas Unidas), mas não podia mais arcar com os custos da mensalidade, alimentação e transporte”.  Na família de Laíssa, composta pela mãe, o irmão Everton e mais 14 irmãos adotados, ninguém havia conseguido superar o ensino médio. A jovem é a primeira a entrar em uma universidade.

 

 

 

História

 

Laíssa se matriculou na FMU no começo de 2011, quando ainda trabalhava com a mãe na cooperativa e recebia cerca de R$ 900 por mês.

 

 

 

Incentivada por amigos que conheciam seu trabalho na Granja Julieta, ela se inscreveu no processo de seleção para trabalhar na ITCP (Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares) da USP, que selecionaria dois estudantes.

 

 

 

Laíssa passou, mas o salário era inferior ao que recebia na cooperativa. Mesmo assim, ela não desistiu.

 

 

 

“Era junho de 2011, período de inscrição para transferência para a USP. Seria a chance de poder continuar na incubadora. Alguns amigos me ajudaram com o dinheiro para pagar a taxa e consegui me inscrever”. A jovem passou por um processo seletivo semelhante ao vestibular, que também continha conteúdos específicos do curso de gestão ambiental, para o qual ela desejava transferência.

 

 

 

No total, foram oferecidas 1.101 vagas de transferências para cursos das áreas biológicas, exatas e de humanidades. A boa notícia para Laíssa veio em novembro, quando ela soube que havia sido aprovada para estudar no curso de gestão ambiental, que fica no campus USP-Leste.

 

 

 

“As aulas começam dia 27 de fevereiro. Vou precisar regredir um ano, pois já estava no segundo ano na FMU. Mesmo assim, consegui eliminar cinco matérias, então não terei prejuízos e vou terminar no tempo previsto”.


R7