O deputado Doutor Pessoa (SD) voltou a dizer, nesta manhã de quinta-feira (17), durante o tempo de dois minutos, que é contra o novo empréstimo do governo do Estado, e justificou dizendo que é muito difícil para quem rouba hoje, deixar de roubar, também, amanhã.

“Se houve, realmente, o desvio de conduta, o desvio do dinheiro público, com certeza irá acontecer nessa segunda parcela. Ninguém se recupera de um dia para o outro. Quem rouba hoje é difícil amanhã está recuperado”, ressaltou o parlamentar.

Doutor Pessoa disse ainda que é preciso uma fiscalização profunda, de como deveriam ser tratadas as políticas públicas no país. E acrescentou que é contra o novo empréstimo, até que se prove o contrário, que as denúncias da Justiça, em todos os níveis de poderes constituídos ou não, sejam esclarecidas.

“Esse empréstimo só poderia sair, na pior das hipóteses, depois das eleições”, ponderou. O deputado Robert Rios pediu a palavra para esclarecer que ele só é favorável ao empréstimo, pelo fato de a Caixa Econômica foi proibida de retirar qualquer dinheiro de empréstimo, futuro, da conta vinculada, para a conta do governo.

“Esse empréstimo saindo, só poderá sair da conta vinculada, para obras. Como não sou contra obras no Piauí, eu sou contra roubalheira e desvio de dinheiro no Piauí, eu sou favorável ao empréstimo, porque temos a garantia de que tanto o Ministério Público, quanto a Justiça Federal, de que o governo não pode transferir nenhum centavo desse empréstimo, para a conta de governo”, disse Robert Rios, acrescentando que a partir de agora a oposição irá fiscalizar e pedir acesso à conta vinculada.

Doutor Pessoa retrucou que não seria fazendo contraposição ao deputado Robert Rios, mas segundo ele, o primeiro empréstimo já estava vinculado a uma conta e, mesmo assim, houve desvio de recurso, em relação a aplicação em obras. “Quem roubou hoje a amanhã poderá roubar novamente”, reiterou.

 

Alepi

Drogalider
Tem contabilidade
Casa da Vóvo
Luan Gás
sdsdsdsds