No debate que sucedeu a apresentação do relatório do 2º quadrimestre, o Secretário de Fazenda Rafael Fonteles disse que o Estado provavelmente pagará os salários e o 13º dos servidores do Estado. Ele foi questionado pelos deputados Gustavo Neiva (PSB) e Marden Menezes (PSDB) sobre a saúde financeira do Estado. “Segundo o relatório do Tesouro Nacional diz que Piauí é o 7º pior Estado em gasto com pessoal, com 68%. Mas segundo o relatório que foi apresetado aqui é que está tudo bem com o Governo. Em 2016, o que salvou foi a repatriação, em 2017 o FINISA 1, o que vai salvar o Estado em 2018?”, perguntou Gustavo Neiva.

marden

 “Os números não conseguem captar o nosso problema maior, que é a Previdência, e para termos uma solução definitiva dependemos de uma Reforma. Mas com relação aos pagamentos, muito provavelmente o Estado pagará os meses e o 13º dos servidores, uma vez que essa é a nossa prioridade”, disse Fonteles.

 Já o deputado Marden Menezes questionou o Secretário sobre o aumento de impostos que estão acontecendo suscetivamente. “O Governo adotou uma postura de aumentar impostos, sem dar uma contrapartida, aumentando também o tamanho da máquina pública. Mas existem fornecedores que estão há mais de oito meses sem receber. Mas como o Estado vai cumprir suas obrigações financeiras dessa forma?, questionou.

 “Concordo que não cabe mais nenhuma medida no campo do aumento de impostos. Esse modelo já chegou ao seu limite, e o foco agora precisa ser as reformas e a redução das despesas essenciais do Estado. E com relação aos atrasos, essas denúncias precisam ser apuradas, pois são muito graves”, finalizou o Secretário.

 

alepi

sdsdsdsds