Na sessão da Câmara Municipal de Floriano, realizada antes do feriado do dia 7 de setembro, o Diretor do Hospital Regional Tibério Nunes, Sr. Edimar Figueiredo, foi muito criticado pela maioria dos vereadores. O principal motivo era que o Edimar não teria comparecido àquela sessão, embora tivesse se comprometido a se fazer presente e dar explicações sobre as várias denúncias de mau atendimento naquele órgão.

edimarfi

O próprio Presidente da Câmara, Maurício Bezerra, encabeçou as críticas ao gestor do Hospital, assegurando que o mesmo não compareceu e nem apresentou justificativas para a sua ausência àquela sessão, conforme teria se comprometido. Naquela oportunidade, o Piauinotícias não conseguiu contato com o Diretor para que o mesmo apresentasse a sua versão (confira a matéria).

Novamente procurado por nossa reportagem, Edimar Figueiredo disse que não compareceu à sessão do dia 6 de setembro porque teve que se dirigir às pressas à Teresina para tratar assuntos relevantes e de interesse do Hospital Tibério Nunes e que estava pronto para pedir desculpas aos vereadores.

"Não tive como estar presente. As dificuldades obrigam a gente a estar em cima lá em Teresina, acompanhando diariamente as questões orçamentárias e financeiras. Estamos já próximo do final do ano e, como todo o orçamento é discutido em um colegiado, temos uma luta diária para buscar a liberação dos recursos", disse Edimar.

Ele informou que está enviando um documento à Câmara de Vereadores para marcar nova audiência. "Eu gosto de audiências públicas, mas entendo que o periodo eleitoral não é propício", acrescentou.

Material Ortopédico e Pessoal

O Diretor Edimar Figueiredo negou que esteja em débito com empresas fornecedoras de material ortopédico. Disse que o que acontece às vezes é que a demanda por cirurgias tem sido muito grande.

Ele também negou que esteja havendo excesso de pessoal contratado. Disse que essa é uma acusação que tem muito de politicagem e que prefere não ligar pra isso. Finalizou dizendo que, pelo contrário, o que existe é um déficit de pessoal visto que o hospital, que não tinha as mínimas condições de atendimento, agora está atendendo duas vezes mais do que antes.

 

Vereadores de FLO voltam a falar sobre as deficiências do Hospital

 Diretor do HRTN/FLO deixa vereadores insatisfeitos por não atender ofício

Dessim quer esclarecimentos do Hospital de FLO sobre deficiências

Vereador Dessim denuncia a falta de ambulância no HRTN

Buscamos melhorar a saúde do nosso município, diz Dessim

Da redação

sdsdsdsds