O grupo de criminosos que foi preso pela Polícia Civil baronense, ainda esta semana, estava agindo nas cidades de Floriano-PI e Barão de Grajaú-MA, foi o que disse numa entrevista ao piauinoticias o delegado Firmino Vilarinho, titular da Delegacia baronense, afirmando que se trata de uma quadrilha que se intitulava de “Facção 33”.

firmino

O grupo todo é formado por jovens e um deles chegou a confessar um assalto que houve a uma ótica que fica no começo da rua São João, centro de Floriano.

Do local, à época do crime, uma dupla levou grande quantidade de produtos e saiu numa motocicleta. Os criminosos estavam armados com arma de fogo e ainda chegaram a agredir com uma coronhada uma das funcionárias da empresa.

A ação que culminou com as prisões dos quatro acusados foi com apoio de homens da Polícia Civil florianense.

Maycon (Paulista) foi preso numa residência em companha de Verolúcio que estava com uma arma de fogo, máscaras, drogas e facões, além de outros objetos.

Paulista está sendo acusado de tráfico de drogas, associação criminosa e porte ilegal de arma de fogo.

Esses dois estão presos em Barão Grajaú.

Maycon, ainda de acordo com o delegado, chegou a confessar que, com um outro indivíduo praticou o crime de assalto à Ótica Floriano.

As investigações confirmam que há o envolvimento de mulheres no grupo. São três jovens, sendo que existe a participação de uma menor idade. Todas foram conduzidas para Delegacia, mas após serem ouvidas foram liberadas.

Os policiais na mesma operação recuperaram algumas motocicletas que foram roubadas em Floriano. Uma delas é uma pop, de cor preta, que foi utilizada num crime que houve num supermercado em Barão de Grajaú.

 Grupo é preso em Barão de Grajaú acusado de vários crimes

Da redação

sdsdsdsds