No final da noite de ontem, 15, um jovem de 20 anos, identificado como Carlos Alexandre Moreira da Silva,  foi morto com sete tiros de revólver na cabeça. O crime ocorreu na divisa dos bairros Santo Antônio e Promorar, na zona Sul de Teresina. A  Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) está investigando o assassinato.

Segundo a Polícia Militar, o crime teria sido motivado por acerto de contas do mundo do crime, uma vez que a vítima já teria histórico de passagens pela polícia e nada de valor material foi levado foi material, o que poderia caracterizar crime de latrocínio.

De acordo com o capitão Paulo Silas, comandante da 2ª Companhia Independente de Policiamento do Promorar, a vítima era conhecida BB da Vila Irmã Dulce e teria associação com o tráfico de drogas. "Ele já respondia por homicídio  vários assaltos, inclusive fazia parte de uma gangue conhecida na região por ser a gangue do Catita, um criminoso bastante conhecido naquela área", destaca o capitão Silas.

A suspeita da PM é que integrantes de facções rivais tenham sido os autores do homicídio. Policiais da Cia do Promorar estão fazendo diligências na região à procura dos suspeitos, mas até o momento nenhuma prisão foi feita. O caso vai seguir sob investigação da Polícia Civil.

 

portalodia

sdsdsdsds