armasA Polícia Civil de Alegrete do Piauí  prendeu dois homens, na manhã desta sexta-feira, 20, com duas armas de fogo e dez pássaros silvestres que estavam sendo mantidos em cativeiro.

passaros

Os indivíduos foram conduzidos à delegacia após o cumprimento de três mandados de busca e apreensão. A delegada Robianne Belém, da Polícia Civil de Fronteiras, informou que foram apreendidos um revólver calibre 32, 4 munições calibre 32, 2 munições calibre 38, uma espingarda bate-bucha, uma maquineta de apostas e R$ 450,00.

 

José Luiz de Sousa, conhecido como “Deinho do Gonza”, foi autuado em flagrante por porte irregular de arma de fogo. Já contra Antônio Carlos Ribeiro, vulgo “Abacate”, foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

 

Com informações do GP1

Fotos: PC

Nesta quinta-feira, 19, um homem foi julgado pelo Tribunal do Júri da Comarca de Canto do Buriti.

jairo

O réu Marcone da Silva foi acusado por ter, no final de novembro de 2004, supostamente estuprado e tentado matar a sua ex-esposa, deferindo-lhe diversos golpes de faca.

juri

Na sessão do júri, compareceram duas testemunhas de acusação, sendo que a vítima não foi localizada para confirmar sua versão dos fatos.

Após o interrogatório do réu, teve início os debates, onde a promotoria insistiu na condenação de MARCONE DA SILVA pelos crimes previstos no artigo 121, parágrafo 1°, II e IV (homicídio qualificado por motivo fútil e sem possibilidade da vítima reagir), de forma tentada, além do artigo 213 (estupro), ambos do Código Penal.

A defesa, patrocinada pelos advogados Dr. Jairo Lima, da cidade de Floriano, e Dr. Maycon Douglas, sócios de um escritório local, sustentou a desclassificação do crime, alegando que não restou prova nos autos que o réu teria intenção de matar a vítima. Sustentou, alternativamente a desistência voluntária bem como a causa de diminuição de pena do privilégio.

Além disso, a defesa conseguiu absolver o acusado do crime de estupro, vez que não havia provas de que tal crime de fato ocorrera.

Os jurados entenderam que o réu tinha intenção de matar a vítima, mas desistiu voluntariamente, conforme previsto no código penal, e condenaram-lhe pelo crime de lesão corporal grave. Pelo tempo da pena que já cumpriu preventivamente, o acusado foi posto em liberdade.

A sessão do júri teve iniciou as 08:00 horas tendo encerrado as 21:00 horas e estavam presentes na sessão o representante do Ministério Público, Dr. José William Luz, o juiz presidente do Júri Dr. José Carlos da Fonseca Lima Amorim, além dos serventuários da justiça, agentes penitenciários e populares da cidade de Canto do Buriti.

“Estamos convictos de que o réu não tentou matar a vítima, mas respeitamos a decisão dos jurados, de entender que ele teve a intenção, mas desistiu voluntariamente. No fim das contas, foi feito a justiça, pois o acusado responderá pelo crime que de fato cometeu”, disse Dr. Maycon Douglas.

“Como dito em plenário, não há glória na tragédia. O caso julgado hoje se trata de uma tragédia familiar. Não há vencedores. Esperamos que sirva de lição para que o réu se reencontre e trilhe seu caminho pautado na retidão. A mesma sorte desejamos a vítima e a todos os familiares. Ressalto ainda a atuação imperiosa do digníssimo promotor Dr. José William, bem como do Dr. José Carlos Amorim, juiz presidente, que conduziu os trabalhos com firmeza e absoluta imparcialidade”, disse o advogado Dr. Jairo Lima.

 

Da redação

No início da noite dessa quinta-feira, 19,  policiais rodoviários federais ( PRF), da Regional de Floriano-PI,  recuperaram uma motocicleta roubada durante a  tarde desse dia  no município de Floriano / PI.

motoco

Os agentes receberam a informação de um cidadão afirmando que uma motocicleta CG FAN havia sido roubada por dois homens armados.

No início da noite compareceu um usuario da rodovia no Posto da PRF para informar a existência de uma motocicleta abandonada às margens da BR. Os policiais compareceram ao local e constataram ser a motocicleta subtraída neste mesmo dia.

A ocorrência foi encaminhada para Delegacia da Polícia Civil de Floriano /PI para a restituição do veículo ao seu proprietário e demais procedimentos cabíveis.

 

Com informações da PRF

paisbebeO juiz Jorge Cley Martins Vieira concedeu liberdade, em audiência de custódia realizada nesta quinta-feira (19), aos pais do bebê de 4 meses que morreu ontem por suposto maus-tratos no residencial Torquato Neto, zona Sul de Teresina.

A soltura de Ivanilson Oliveira Diniz e Alice Jovem de Souza ocorreu sob protestos do promotor criminal da Central de Inquéritos, José Eduardo Carvalho Araújo, que acompanhava o caso durante a audiência. Os pais foram presos nesta quarta após a morte do bebê. Os outros filhos do casal foram encaminhados para um abrigo.

O promotor comunicou ao juiz que o pai do bebê tem antecedentes criminais, mas mesmo assim o juiz concedeu liberdade provisória e estabeleceu medidas cautelares. As medidas incluem medidas como proibição ao casal de se ausentar e de deixar a cidade por um período de 15 dias; Fica proibido de mudar de residências sem comunicação prévia à justiça e não pode sair a noite nem frequentar bares, boates e similares.

O promotor Luiz Gonzaga Rebelo Filho, que é responsável pelo acolhimento das crianças no abrigo, informou que elas terão acompanhamento psicológico, e assistência social. Uma equipe do Ministério Público fará um estudo social sobre a origem do que levou a morte do bebê de 4 meses. Somente após esse estudo o Ministério Público irá se posicionar sobre processo de reintegração das crianças à família e se os pais terão a guarda dos filhos destituída.

 

cv

sdsdsdsds