Por volta de 4:30h da madrugada desta terça-feira, 15, o corpo de uma mulher foi encontrado próximo à alça de acesso à Ponte Nova, na Avenida Maranhão. A vítima, que ainda não foi identificada pela polícia, apresenta várias perfurações de arma branca e marcas de atropelamento ao longo do corpo.

A Delegacia de Homicídios foi acionada e está investigando o caso. A perícia informou que a vítima teria aproximadamente 23 anos e que foi atingida com pelo menos 20 facadas antes de ter sido atropelada. Seu corpo tinha várias marcas de frenagem parte do couro cabelo acabou sendo arrancado por conta do atrito com o asfalto.

“Quando recebemos o chamado via COPOM, chegamos ao local e nos deparamos com esta cena. Havia muita poça de sangue espalhada pelo perímetro e o corpo caído com todas essas lesões. Acreditamos que ela tenha sido primeiro esfaqueada e logo em seguida, já sem vida, atropelada”, foi o que afirmou o coronel Josinaldo, do 1º BPM.

Ainda de acordo com o militar, antes de a vítima ser morta, ela teria sido vista conversando com uma pessoa, um homem, próximo ao local do homicídio. Testemunhas informaram à PM que este indivíduo, que também ainda não foi identificado, parou o carro próximo a um campo de futebol às margens do Rio Parnaíba e se dirigiu à mulher, com quem trocou algumas palavras antes de desferir os golpes de faca.

“Em seguida, ao que consta, ele retornou para o carro, acelerou e passou por cima do corpo várias vezes, como que para garantir que ela realmente estivesse morta. Nós vamos auxiliar a Polícia Civil na varredura por câmeras de segurança que possam ter registrado o momento para tentar identificar que carro era esse e quem era essa pessoa que as testemunhas informaram”, explicou o coronel Josinaldo.

Policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) já se encontram no local para perícia e posterior remoção do corpo.

 

portalodia

Mell Conha é essa a identificação da mulher de 25 anos de idade que vem sendo apontado pela Polícia como autora de um duplo homicídio, crime ocorrido na sexta-feira, 11, por volta do meio dia no bairro Santa Rita em Floriano-PI.

A principal suspeita de ter assassinado pai e filho fez uma postagem numa rede social e externa sobre o crime e os motivos que a levaram a cometer tal ato.

Mell, na postagem faz homenagem à sua mãe pela passagem do dia das mães e diz que estava sendo ameaçada pelo o Fabricio, um dos homens mortos a tiro.

A jovem fala do seu amigo e que o mesmo não teve nada a ver com a ação criminosa.

bel

“Ele é inocente”, diz a mulher em rede social.

mel

 

mel1

 

mel2

mel3

Veja a postagem transcrita.

Máe, primeiramente quero te agradecer por me colocar no mundo, agradeço a Deus e a você feliz dia das mães. Mae saiba que por ti faço o que for... Mae, que Deus te dê muitos anos de vida, saúde, paz, conforto e tudo de bom. Tô sem cabeça para falar mais coisas tá, mas saiba que com o pior ou melhor nós temos uma pessoa muito maravilhosa nas nossas vidas. Meu pai do céu, nosso Deus é ele que vai tá sempre nos protegendo, a mim, a você e aos meus irmãos. Hoje tou triste por duas coisas, por não tá do teu lado pra te abraçar e te desejar feliz dia das mães, outra é que o meu parceiro (pcr) tá pagando por uma coisa que ele não tem culpa. Eu sim, tenho.

Vocês aí saibam que a pior coisa do mundo é você não ter um pai na terra pra te dar o que vc precisa, pra te defender. Eu sofro até hoje pela perda do meu pai e todos os meus irmãos sentem o mesmo. Fiz e não me arrependi não, porque só Deus e minha mãe e meus irmãos sabem o sofrimento que passamos. Passamos por muitas coisas depois que aquele desgraçado matou o meu pai. A gente era criança e precisava do nosso pai para nos educar, chegamos a perder a escola porque a gente não tinha como tomar café, faltava até o sabão para lavar as nossas fardas e água. Ficamos sem energia porque tudo era o meu pai que comprava e pagava porque era só ele que trabalhava para nos sustentar.

Mas vocês que tão falando mal de mim é porque não passou pelo que passamos eu, meus irmãos e minha mãe. Nem um de vocês sabem que eu e minha família passamos e sentimos até hoje. Aquela alma sebosa matou o meu pai e queria matar eu e meus irmãos. Ele chegou a matar o pai de um amigo, ele era uma desgraça. Mas morreu, fui eu e o meu parceiro não tem culpa.

Ele não fez nada não, fui eu que fiz, mas fiz por vingança e o filho dele só morreu porque queria me matar. La na hora, se meteu onde não coube. Ele estava armado também, mas eu fui mais rápida.Agradeço a Deus por me dar esse livramento. Eu não queria o filho não, eu só queria o pai.Se um dia vocês me pegarem quero câmeras pra eu contar a minha história do começo ao fim. Nem um ser humano é perfeito, eu tinha que fazer isso ou eu e meus irmãos iriam morrer porque ele sempre falava pra muitos que iria nos matar. Ele já chegou a ir na praça da Guia com uma 20 para matar um de nós, mas não achou nenhum porque Deus é com nós.

Meu pai era a minha vida e vida dos meus irmãos. Não me arrependo de nada e outra, o Denys não matou e nem atirou em nenhum não, foi eu.

 

Duplo homicídio ocorrido em FLO está praticamente desvendado, diz delegado

 

Mulher é procurada em FLO acusada de envolvimento em duplo homicídio

 

 

Da redação

Um acidente provocado por um caminhão na tarde dessa segunda-feira, 14, começo da Rua São João, proximidades das Óticas Piauí, centro de Floriano, tem deixado motoristas e motociclistas revoltados e correndo risco de sofrerem acidentes.

fiação

Alguns fios foram quebrados há mais de 14 horas e estão de um lado a outro da Rua.

O ocorrido foi no final da tarde e o problema persiste há mais de 12 horas. Como forma de orientar as pessoas do perigo alguns tambores foram colocados no local, mas não tem sido o suficiente para evitar aborrecimentos e acidentes.

fiacao

Há informações que um motociclista chegou a cai por não ver a fiação no chão e se deparou com os mesmos. O motorista do caminhão que teria provocado o acidente, segundo ainda populares, parou em seguida, e observou o problema, mas teria seguido viagem por externar que o seu veículo estaria na altura padrão.

A fiação no chão está energizada. O trânsito no local está difícil, pois alguns motoristas estão ariscando passar por cima da calçada ao lado. Os veículos mais alto tem mais dificuldades de trânsito no local.

 

Da redação

O delegado Bruno Ursolino, titular de um do 2º Distrito Policial local, numa entrevista ao piauinoticias externou sobre o caso do duplo homicídio que houve na semana passada, crime ocorrido nas imediações da Cidade Cenográfica, bairro Santa Rita, em Floriano, quando foram mortos a tiros o pai e um filho, Fabrício da Costa Reis, 37 anos, e Douglas Ribeiro da Silva, 18 anos, respectivamente.

neia

De acordo como Dr. Bruno o caso está praticamente desvendado e continuou, “ a motivação desse crime já está praticamente definido, pois se trata de uma questão da vingança, inclusive, a foragida não faz questão de esconder. Já colocou nas redes sociais, escreveu um texto onde ela revela as razões dela..., dizer que foi ele que fez. Mas, no entanto, ela tenta excluir a culpa do comparsa dela, pois ela diz que o comparsa não fez nada, mas, no entanto, essa não é bem a verdade. Pois se não fosse o comparsa dela, ela não tinha ido na garupa de uma moto até o local do crime. Eles combinaram, foram para lá e executaram o crime. O que acontece é que, quem efetivamente efetuou os disparos foi ela”. 

 

A mulher ao qual se refere o delegado é Francineia Guedes Rodrigues, 25 anos, (Neivinha), que teve o pai assassinado pelo Fabricio da Costa, crime ocorrido já há alguns anos.

O comparsa Denys da Silva Rodrigues, 29 anos, continua internado no Hospital Tibério nunes de Floriano, bairro Manguinha, mas tão logo seja liberado deve ser encaminhado para o Sistema Prisional, disse a autoridade policial.

 

Da redação

Luan Gás
Planeta Baterias
Drogalider
Casa da Vóvo
sdsdsdsds