françaA França se garantiu nas oitavas de final da Copa do Mundo durante a tarde desta quinta-feira. Jogando na Arena Ecaterimburgo, apinhada de torcedores do Peru, os europeus decidiram a partida no primeiro tempo e venceram por 1 a 0, com gol de Mbappé, eliminando os sul-americanos do torneio sediado na Rússia.

Com o resultado, a França se mantém na liderança do Grupo C, com seis pontos ganhos, dois a mais do que Dinamarca. Já o Peru, que amargou o seu segundo revés em seu retorno ao Mundial após 36 anos de ausência, segue na lanterna da chave sem nenhum ponto somado e não tem mais chances de se classificar.

Pela terceira rodada da Copa do Mundo, França e Dinamarca farão um duelo valendo a liderança da chave na próxima terça-feira, às 11 horas (de Brasília), em Moscou. No mesmo dia e horário, em Sochi, o Peru cumprirá tabela diante da Austrália, que precisa da vitória e de um revés dos nórdicos para avançar.

França domina e sai na frente

O Peru esboçou uma pressão no início da partida, mas aos poucos a França foi se impondo. A primeira boa chance ocorreu aos 10 minutos, quando bola sobrou para Griezmann dentro da área. O atacante, porém, chutou torto e mandou para fora. Logo em seguida, Pogba arriscou de longe e tirou tinta da trave direita do goleiro Gallese.

Com as linhas adiantadas, a França continuou empurrando o Peru para o seu campo de defesa. Aos 13 minutos, após cobrança de escanteio pela esquerda, Varane subiu mais alto que a marcação e testou com perigo. Pouco depois, Giroud recebeu lançamento pelo alto e ajeitou para Griezmann bater de primeira e carimbar o goleiro peruano.

O time sul-americano só assustou aos 30 minutos, quando Cueva tabelou pela esquerda e cruzou rasteiro para Guerrero, que tirou de Umtiti na entrada da pequena área e finalizou. Atento, Lloris defendeu com o pé.

A chance desperdiçada seria bastante lamentada pelo Peru. Isso porque, aos 33, a França abriu o placar. Giroud recebeu de Pogba na área e bateu cruzado. A bola desviou em Rodríguez e encobriu o goleiro, sobrando livre para Mbappé só empurrar para o gol. Ainda antes do intervalo, os europeus quase ampliaram após boa troca de passes. Mas Hernández arrematou em cima do arqueiro Gallese.

Peru tenta sobreviver, mas esbarra em retranca francesa

Precisando da virada para se manter vivo no torneio, o Peru voltou com o meia Farfán e o zagueiro Santamaría nos lugares de Yotún e Rodríguez. As mudanças quase surtiram efeito imediato logo aos quatro minutos, quando Aquino recebeu de Farfán na intermediária e soltou a bola. Lloris só observou a bola tocar na trave e sair pela linha de fundo.

Com dificuldades para romper as linhas francesas, o Peru continuou apostando nos chutes de longa distância. Aos 15 minutos, após boa troca de passes, Carillo arriscou, mas mandou por cima do gol. Aos 22 foi a vez de Advíncula tentar pela direita, desta vez assustando Lloris.

Enfim explorando as pontas, o Peru chegou com perigo aos 28 minutos, quando Cueva fez bom passe para Carillo na direita. Mas o meia cruzou forte demais e ficou difícil para Farfán, que tentou consertar com um voleio. A bola parou na rede pelo lado de fora.

Nos minutos finais, para segurar o triunfo, Didier Deschamps sacou Griezmann para colocar Fekir. Ricardo Gareca respondeu com Ruidíaz na vaga de Cueva. Não adiantou. O sólido sistema defensivo francês foi pouco ameaçado e assegurou a vitória e classificação da equipe europeia.

Gol contra Peru faz Mbappé ser francês mais jovem a marcar em Copas

O gol do Kylian Mbappé aos 33 minutos do primeiro tempo diante do Peru transformou o atacante no francês mais jovem a marcar um gol em Copa do Mundo. Com 19 anos e 183 dias, o jogador do Paris Saint-Germain superou a marca que antes era de David Trezeguet, que marcou na Copa de 1998 com 20 anos e 246 dias.

Outra curiosidade do gol do jovem francês é que este foi o primeiro tento marcado por um jogador nascido no ano  de 1998. Vale lembrar que o jogador mais jovem desta Copa é o atacante australiano Daniel Arzani, que entrou na partida pela manhã, porém não conseguiu marcar.

O gol de Mbappé garantiu mais três pontos para a França na Copa do Mundo e confirmou a classificação antecipada dos blues para as oitavas de final do torneio. Na última rodada da fase de grupos, os franceses fazem um duelo de europeus contra a Dinamarca na próxima terça-feira, às 11h (de Brasília).

FICHA TÉCNICA

FRANÇA 1 X 0 PERU

Local: Arena Central, em Ecaterimburgo, Rússia

Data: 21 de junho de 2018 (Quinta-feira)

Horário: 9h(de Brasília)

Árbitro: Moham Abdulla (Emirados Árabes Unidos)

Assistentes: Mohamed Alhammadi (Emirados Árabes Unidos) e Hasan Almahri (Emirados Árabes Unidos)

Cartão Amarelo: Matuidi e Pogba (França); Guerrero e Aquino (Peru)

Cartão Vermelho: –

Gol: FRANÇA: Mbappé, aos 33 minutos do 1º tempo

FRANÇA: Lloris; Pavard, Varane, Umtiti e Hernández; Kanté, Matuidi e Pogba (N’Zonzi); Mbappé (Dembélé), Griezmann (Fekir) e Giroud

Técnico: Didier Deschamps

PERU: Gallese; Advíncula, Ramos, Rodríguez (Santamaría) e Trauco; Aquino, Yotún (Farfán), Carillo, Cueva (Ruidíaz) e Flores; Guerrero

Técnico: Ricardo Gareca

 

gazetaesportiva

Foto: Jewel Sawad/AFP

thiagosilvaO técnico Tite já definiu quem será o próximo capitão de sua equipe nesta Copa do Mundo. Após Marcelo vestir a braçadeira na estreia, chegou a vez de Thiago Silva assumir a condição de líder oficial do time canarinho nesta sexta-feira, contra a Costa Rica, em São Petersburgo.

Essa é a segunda vez que Thiago Silva assumirá a condição de capitão do Brasil. O zagueiro do Paris Saint-Germain também vestiu a braçadeira em junho do ano passado, no amistoso contra a Argentina, em Melbourne, na Austrália.

Após iniciar a Era Tite como reserva de Marquinhos, que formava dupla com Miranda, o experiente defensor, que disputa sua terceira Copa da carreira, acabou convencendo Tite de que poderia assumir a condição de titular. Criticado pelo seu descontrole emocional no Mundial de 2014, Thiago Silva tem a chance de reconstruir sua imagem agora na Rússia.

O último jogador que ainda não havia sido capitão da Seleção Brasileira era Gabriel Jesus, premiado no amistoso contra a Croácia, em Liverpool. Depois, Miranda vestiu a braçadeira contra a Croácia, porém, o zagueiro da Inter de Milão já havia desempenhado tal papel anteriormente, assim como seu companheiro de zaga Thiago Silva.

O Brasil entra em campo contra a Costa Rica nesta sexta-feira, às 9h (de Brasília), no estádio Krestovsky, em São Petersburgo.

 

gazeta

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Ganhe 08 pacotes de cerveja Devassa 269ml, com 12 unidades cada, participando da promoção Tô na Copa com o piauinoticias e Devassa.

Basta no momento de qualquer jogo do mundial gravar um vídeo de 30 segundos, com a sua torcida e, enviar para os números do WhatsApp: 89 9 9401 8521 – 9 9420 3195 - 9 9461-4416.

devassa

O sorteio da promoção entre os participantes será no dia 14. Ganha o vídeo mais animado.  

Escreva seu nome e o bairro onde mora.

Clique aqui!

http://piauinoticias.com/promo%C3%A7%C3%A3o-melhor-torcida.html 

 

Da redação

IMAGEM: Ilustrativa

A defesa iraniana mostrou-se à altura do desafio de encarar o poderoso ataque espanhol na tarde desta quarta-feira, na Arena de Kazan, na Rússia. Muito bem postada à frente da sua área, a equipe asiática segurou os badalados europeus até Diego Costa, em rebatida da defesa. Ainda houve um gol bem anulado e uma chance clara perdida pelos persas, que viram o placar terminar em 1 a 0 para a Fúria.

Com o resultado, Iniesta, Sérgio Ramos e companhia chegam a quatro pontos conquistados e dividem a liderança do Grupo B com Portugal, que derrotou Marrocos no primeiro jogo do dia. A diferença, atualmente, está nos cartões amarelos levados pelos portugueses (2 a 1), que dão a liderança para os espanhóis. Com três pontos, os iranianos têm chances reais de classificação às oitavas de final.

Na próxima rodada, a última da chave, os comandados de Carlos Queiroz encaram a equipe de Portugal, na Arena Mordóvia, em Saransk, às 15h (de Brasília) da segunda-feira. No mesmo horário, os espanhóis terão pela frente o já eliminado Marrocos, em Kaliningrado.

Espanha trabalha, Irã marca

O primeiro tempo da partida em Kazan mostrou uma Espanha disposta a apostar no seu toque de bola para movimentar a defesa iraniana e conseguir criar chances de gol. Munida do qualificado toque de bola de Iniesta, Isco e David Silva, a Fúria bem que tentou, trocou mais de 300 passes na etapa inicial, mas mal conseguiu que o goleiro Beiranvand realizasse uma defesa em suas tentativas.

Mais participativo, Isco deu trabalho com suas trocas de passes pela esquerda, mas a maioria dos lances foi travada na hora do cruzamento/chute. Em uma das poucas que passou pelo bloqueio iraniano, Beiravand mostrou frieza para agarrar uma falta cobrada por David Silva que desviou na barreira. Pouco antes, Ramin saiu livre pela direita em erro da linha de impedimento espanhola, mas demorou a acreditar e errou o cruzamento.

Com o placar inalterado, os espanhóis começaram a ficar irritados e reclamaram bastante dos diversos atendimentos médicos aos atletas asiáticos. No do goleiro Beiranvand, que reclamou de um toque de Diego Costa quando estava com a bola, os europeus nem sequer devolveram a bola aos iranianos. Nem isso, porém, foi o bastante para que o time conseguisse chegar perto de abrir o placar.

Diego Costa faz gol sem intenção

Logo na volta para o segundo tempo, os espanhóis mostraram em seis minutos que poderiam ameaçar mais a meta adversária mesmo com a defesa bem postada. O primeiro foi Piqué, que desviou com o pé cobrança de escanteio e parou na zaga. Na sobra, Busquets chutou de fora da área, o goleiro espalmou e afastou o perigo no rebote. A resposta veio com Karim, que pegou rebatida da defesa e chutou forte, na rede pelo lado de fora.

O ímpeto espanhol, no entanto, acabou recompensado. Em uma rara ocasião na qual a defesa iraniana ficou no mano a mano, Diego Costa limpou o zagueiro e Ramin, ao tentar fazer a cobertura, chutou no próprio atacante, vendo a bola entrar no canto esquerdo baixo do gol. O empate quase voltou ao placar aos 17 minutos, quando Ezatolahi aproveitou sobra na área e fuzilou. O iraniano, que comemorou muito, porém, estava impedido após desvio no meio da área.

O jogo seguiu bastante disputado, com o Irã se lançando à frente e deixando mais espaço na sua defesa. Em lance lindo pelo lado esquerdo, Amiri deu um “rolinho” em Piqué e cruzou na medida para o cabeceio de Mehdi, mas o meia mandou por cima do gol a chance de empate asiático.

FICHA TÉCNICA

IRÃ 0 x 1 ESPANHA

Local: Arena Kazan, em Kazan (Rússia)

Data: 20 de junho de 2018, quarta-feira

Horário: 15h00 (horário de Brasília)

Árbitro: Andrés Cunha (Uruguai)

Assistentes: Nicolás Taran (Uruguai) e Mauricio Espinosa (Uruguai)

Cartões amarelos: Amiri e Omid (Irã)

Gols:

ESPANHA: Diego Costa, aos dez minutos do segundo tempo

IRÃ: Beiranvand; Ramin, Pouraliganji, Hosseini e Safi (Mohammadi); Omid, Karim (Jahanbakhsh), Mehdi e Amiri (Ghoddos); Sardar

Técnico: Carlos Queiroz

ESPANHA: De Gea; Carvajal, Piqué, Sergio Ramos e Alba; Busquets, Vásquez (Asensio), David Silva, Isco e Iniesta (Koke); Diego Costa (Rodrigo)

Técnico: Fernando Hierro

 

gazeta

Foto: Reuters

Drogalider
Luan Gás
Casa da Vóvo
Tem contabilidade
sdsdsdsds