cucaCuca, técnico do São Paulo, não tem a licença que a CBF e a Federação Paulista de Futebol exigem dos treinadores que atuam no Campeonato Paulista e no Campeonato Brasileiro. Isso, porém, não deve impedi-lo de dirigir o time nos dois torneios.

Por meio de sua assessoria de comunicação, o São Paulo informou que Cuca "já está comprometido a fazer (o curso para treinadores) na próxima edição" e que, "amarrado a este compromisso, está autorizado a dirigir o time até lá".

A próxima edição dos cursos para obtenção da Licença A e da Licença Pró – as duas exigidas pela FPF e pela CBF – estão previstas para dezembro, após o fim do Campeonato Brasileiro.
O "Manual do Licenciamento" da CBF, documento que lista as exigências a serem cumpridas pelos clubes que pretendem disputar competições organizadas pela entidade, diz:

– [...] É importante destacar que a partir de 2019, todos os treinadores das equipes principais deverão apresentar a Licença Honorária, Licença Pro ou Licença A para treinadores emitida pela CBF, ou, então, estar matriculado no curso para obtenção de licença.

O artigo 26 do regulamento do Campeonato Paulista, único torneio que o São Paulo disputa neste momento do ano, prevê:

– Somente poderão participar da competição treinadores devidamente cadastrados pelos seus Clubes no sistema Gestão WEB da CBF, que tenham Licença Honorária, Licença PRO ou Licença A emitida pela CBF, ou então, apresentar a matrícula no curso para obtenção da respectiva licença no ano em questão, sob pena de multa administrativa ao Clube infrator.

De acordo com a CBF, Cuca não tem nenhuma dessas licenças. O técnico foi convidado pela confederação a fazer o curso no final do ano passado, mas não pôde porque estava passando por um tratamento médico.

Neste mês, a CBF abriu uma nova turma – da qual fazem parte Renato Gaúcho, Lisca e Dorival Júnior, entre outros. Cuca também não participou. Segundo o São Paulo, ele vai fazer o curso entre 5 e 15 de dezembro, na Granja Comary.

O prazo previsto para Cuca começar a trabalhar no São Paulo é 15 de abril. Em entrevista coletiva nesta semana, o técnico disse que pretende voltar antes disso. As duas finais do Campeonato Paulista estão marcadas para 14 e 21 de abril.

No caso do Campeonato Brasileiro, pode haver uma brecha no regulamento específico da competição, que ainda não foi elaborado. O documento só será elaborado após o Conselho Técnico do torneio, que será realizado nesta sexta-feira, dia 21 de fevereiro.

No caso do Campeonato Paulista, o regulamento prevê o pagamento de "multa administrativa", mas não estipula valores. Questionada sobre a situação do técnico do São Paulo, a FPF respondeu por meio de uma nota:

– Caso o treinador seja registrado no Campeonato Paulista, a FPF consultará a CBF sobre sua situação em relação à licença exigida no Regulamento da competição.

 

GE

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

delneroO ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Marco Polo Del Nero, está banido de qualquer atividade relacionado ao futebol desde que foi acusado pela Fifa de corrupção e suborno. E isso pode prejudicar o Palmeiras. Por manter o dirigente como membro de seu Conselho Deliberativo, o clube do Palestra Itália pode sofrer sanções da maior entidade do futebol mundial e até mesmo ser rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro.

A trajetória de Del Nero no Palmeiras teve início em 1971, quando foi nomeado diretor da Comissão de Sindicância do clube pelo qual torce. Ao longo dos anos, passou também pelo jurídico e pela diretoria de futebol antes de fazer parte do Conselho de Orientação Fiscal (COF) do Verdão.
Desde o dia 27 de abril de 2018, porém, Del Nero está impedido de qualquer atividade relacionada ao futebol. Isso porque, por decisão do Comitê de Ética da Fifa, foi considerado culpado das acusações de suborno e corrupção, conflito de interesse e desvio de conduta à frente da CBF, levando multa no valor de 1 milhão de francos suíços (cerca de R$ 3,5 milhões). O ex-dirigente recorreu à segunda instância jurídica da Fifa para derrubar a punição.

A queda à segunda divisão nacional é apenas uma das penas previstas pela entidade para os clubes que não cumprirem seus compromissos perante às punições instauradas por seu Comitê. Poucos dias após a confirmação do banimento de Del Nero, inclusive, um grupo de 18 conselheiros do Palmeiras chegou a protocolar no Conselho Deliberativo um pedido para a expulsão do membro, mas o processo não caminhou adiante.

De acordo com o jornal Estado de São Paulo, a Fifa foi questionada sobre a permanência de Del Nero no Conselho do Palmeiras e, por meio de seu porta-voz, afirmou que o clube brasileiro está sujeito às sanções previstas no artigo 64 do seu Código Disciplinar, revisto em 2017 após o escândalo de corrupção que prendeu diversos cartolas da entidade, entre José Maria Marin, ex-presidente da CBF e aliado de Del Nero.

 

gazetaesportiva

Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press

corinthEm jogo sofrido e com a cara do Corinthians, o time paulista se classificou para a terceira fase da Copa do Brasil. A equipe de Fábio Carille recebeu o Avenida-RS em Itaquera e tomou dois gols nos primeiros dez minutos de jogo, mas foi buscar a virada no final e se classificou com vitória por 4 a 2.


Na próxima fase, o Corinthians aguarda o vencedor do confronto entre Foz do Iguaçu e Ceará, que acontece na próxima quarta-feira, no Estádio do ABC, em Foz do Iguaçu.


SURPRESA NO INÍCIO
A defesa do Corinthians entrou em campo contestada, especialmente por seguidas falhas em jogadas aéreas. E não demorou para que essas falhas voltassem a aparecer. Nos dois primeiros ataques, o Avenida já abriu 2 a 0.
Primeiro, aos três minutos, o zagueiro Flávio Torres aproveitou cobrança de escanteio da direita e completou de cabeça para abrir o placar.

SEGUNDO GOL
Depois, aos nove, Henrique não conseguiu cortar a bola esticada para o ataque e Tito ficou na cara do gol e bateu cruzado para fazer o segundo.

Sem outra opção senão se lançar ao ataque, o técnico Fábio Carille abriu mão do volante Ralf ainda na primeira etapa e promoveu a entrada de Vagner Love.

A postura ofensiva deu resultado e o time da casa descontou ainda na primeira etapa com gol de Henrique. O zagueiro se redimiu da falha no segundo gol do Avenida e aproveitou lançamento de Pedrinho para desviar para o gol.


VIRADA NO FIM
Na segunda etapa, a pressão do Corinthians continuou, mas o Avenida ainda era perigoso nos contra-ataques, como em jogada que Tito finalizou com tiro de fora da área que acertou a trave. A resposta corintiana foi com Vagner Love, que também carimbou o poste em tiro da entrada da área.

De tanto insistir, o Corinthians chegou ao empate aos 31 minutos, novamente na bola parada. Sornoza cobrou falta para a área e Danilo Avelar completou de cabeça para o fundo do gol.

PARA COMPLETAR A FESTA
Para completar a festa da torcida corintiana, quando o jogo já se encaminhava para a disputa por pênaltis, Júnior Urso marcou seu primeiro gol pelo clube e garantiu a classificação. O centroavante Gustavo dominou a bola e deu lindo passe para o volante que chegou batendo. A bola ainda desviou na defesa e traiu o goleiro Fabiano antes de morrer nas redes.

E faltava o dele. Aos 46, o artilheiro Gustavo pegou a sobra e bateu colocado no canto direito de Fabiano para fechar o placar.

futebolinterior

jorgeO Santos está perto de contratar o lateral-esquerdo Jorge, ex-Flamengo, atualmente no Porto-POR emprestado pelo Monaco-FRA. A informação foi inicialmente publicada pelo jornal “Record”, de Portugal.

O Peixe conseguiu a liberação do Monaco até o fim do ano e negocia os detalhes finais do acordo. O Alvinegro tenta o jogador de 22 anos há semanas e havia praticamente desistido nos últimos dias.

A provável vinda de Jorge não inviabiliza a contratação de Felipe Jonatan, do Ceará. O jovem de 21 anos está em São Paulo, fez exames médicos e deve ser anunciado ainda nesta quarta-feira. O Santos pagou a multa rescisória de R$ 6 milhões. A tendência é que Orinho, com contrato apenas até maio, saia.

Destaque no Flamengo, Jorge não se firmou no Monaco e nem no Porto. O ala chegou a ser convocado pela seleção brasileira em 2017.

 

gazeta

Foto: divulgação