paquetaO Milan atravessou o interesse do Paris Saint-Germain e fechou a compra do jogador de 21 anos junto ao Flamengo. O clube italiano pagará 35 milhões de euros (R$ 149 mi) para levar Paquetá à Itália.

A informação foi confirmada junto ao Fla pela repórter Gabriela Moreira, da ESPN.

O valor é parecido com o que o PSG pretendia pagar por Paquetá. Mas, de acordo com o portal GloboEsporte.com, a forma como o dirigente brasileiro Leonardo conduziu as conversas fez a diferença para a decisão.

Vale lembrar que o Fla receberá um valor inferior ao da multa estabelecida por Paquetá - cerca 50 milhões de euros (R$ 213 mi).

Além de Milan e PSG, o Barcelona também chegou a demonstrar interesse pelo camisa 11.

Paquetá começou a jogar entre os profissionais do Flamengo em 2016, depois de chamar atenção no título da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Em 2018, depois de idas e voltas no time titular, ele se firmou e chegou a ser convocado por Tite para a seleção brasileira.

Até hoje, são 88 partidas e 17 gols com a camisa do clube carioca.

 

msn

Getty Images

selbrasilComandada pelo treinador Tite, a Seleção Brasileira de futebol se prepara para enfrentar o time da Arábaia Saudita, em jogo amistoso nesta sexta-feira (12), às 15h, no estádio King Saud University, em Riade. Os treinos estão sendo realizados no Centro de Treinamento do Tottenham, em Londres.

Nessa terça-feira (9), Tite dividiu os jogadores, enquanto um grupo fazia um exercício técnico com seus auxiliares, o outro participava do chamado treino fantasma, em que os atletas se posicionam e movimentam em campo sem adversários.
Os dois grupos estavam assim divididos: o primeiro com Ederson, Fabinho, Pablo, Marquinhos e Alex Sandro; Casemiro, Fred e Renato Augusto; Philippe Coutinho, Gabriel Jesus e Neymar.

O segundo reuniu Alisson, Danilo, Eder Militão, Miranda e Filipe Luís; Arthur e Walace; Lucas Moura, Roberto Firmino, Richarlison e Malcom.

 

Agência Brasil com informações da CBF

Foto: Direitos reservados/Lucas Figueiredo - CBF

A Conmebol convocou uma reunião com representantes dos semifinalistas da Libertadores, Boca Juniors, Grêmio, Palmeiras e River Plate. O encontro com os quatro postulantes ao título em 2018 será realizado nos dias 16 e 17 de outubro na sede da entidade, em Luque, no Paraguai, e vai tratar de questões desde logística até arbitragem nas partidas. Ano passado, não houve nenhum movimento semelhante nos bastidores.

– O objetivo desta reunião é repassar todos os aspectos relevantes com os clubes e suas respectivas associações membro, atender suas consultas e coordenar esforços interinstitucionais, de modo a facilitar o bom desenvolvimento das semifinais desde todo ponto de vista – explicou Fred Nantes, diretor de competições de clubes da Conmebol, em nota divulgada pela entidade.
A reunião também contará com membros da alta cúpula da Conmebol, da Associação de Futebol Argentino (AFA) e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Pelo Grêmio, irão o presidente Romildo Bolzan Júnior e o executivo André Zanotta.

As semifinais de River Plate e Grêmio serão disputadas nos dias 23 e 30 de outubro. O primeiro jogo será no Monumental de Nuñez, enquanto o duelo de volta ocorrerá na Arena. Já Boca Juniors e Palmeiras atuam nos dias 24 e 31 de outubro. O confronto de ida está marcado para La Bombonera e o segundo na Arena Palmeiras.

 

GE

spApesar da má fase do São Paulo no Campeonato Brasileiro, o meia-atacante Diego Souza vê a equipe ainda bem viva na briga pelo título.

Artilheiro do time na competição, com dez gols, ele espera que uma vitória sobre o Internacional, domingo, no Beira-Rio, devolva a tranquilidade ao grupo após a derrota no clássico para o Palmeiras, no último sábado, no Morumbi, onde os visitantes venceram por 2 a 0.

"Jogar a toalha como? Temos dez rodadas para o final do campeonato, com chances claras de conquistar nosso objetivo de ser campeão brasileiro. Claro que é um momento delicado, você tem primeiro que juntar forças, sair dessa situação como equipe para depois falar de título, mas jogar a toalha, jamais", disse Diego Souza, nesta terça-feira, em entrevista.

MOMENTO CRUCIAL NO CAMPEONATO

Na visão do camisa 9, apesar de o momento ser de instabilidade - se não ganhar em Porto Alegre, o São Paulo alcançará seu pior jejum neste Brasileirão -, o mais importante é seguir no páreo, perto dos líderes. Hoje, quatro pontos (56 a 52) separam a equipe do Palmeiras, atual primeiro colocado, na tabela.

"Chegou o momento de decisão do campeonato, faltam dez rodadas, e eu já vinha falando isso há um bom tempo, que faltando dez rodadas era um novo campeonato e tínhamos de chegar vivos e com chance de título, e a gente chegou. Então, nosso primeiro objetivo foi alcançado. Agora, tem um jogo muito difícil contra o Inter, no qual conseguindo um bom resultado, volta tudo ao normal", completou.

SÃO PAULO TREINA SEM EVERTON

O elenco voltou a trabalhar na manhã desta terça, no CT da Barra Funda. Após exercícios físicos, o técnico Diego Aguirre realizou treino com bola em campo reduzido, sem a presença de Everton.

O meia-atacante, que se recupera de uma fibrose na coxa esquerda e atuou apenas no segundo tempo do clássico contra o Palmeiras, aqueceu com o grupo, mas, em seguida, correu em volta do gramado e terminou suas atividades físicas no Reffis (centro de recuperação física e fisioterápica do clube). Helinho, com tendinite, e Gonzalo Carneiro, com dores musculares, ficaram sob os cuidados da fisioterapia.

Além do trio, Aguirre teve outras oito baixas no treino: Arboleda (está servindo a seleção equatoriana); Luan e Igor Gomes (na seleção brasileira sub-20); Lucas Paes, Antony, Brenner e Caíque (integraram o time sub-23 para o duelo desta tarde, às 18h, diante do Atlético-PR, pelo Brasileiro de Aspirantes); e Araruna (recupera-se de contratura na coxa direita).

 

Agência Estado

Foto: divulgação SPFC

sdsdsdsds