caminhsalPegou fogo nessa segunda-feira, 19, um caminhão carregado de sal mineral, na PI-113, entre os municípios de Barras e Cabeceiras do Piauí.

 

Uma equipe do Grupo de Apoio Voluntário (GAV) foi acionada e constatou que o veículo já estava totalmente em chamas. Um carro pipa da prefeitura de Barras foi acionado para ajudar a controlar o incêndio.

 

A carga era transportada para o Maranhão. As causas do incêndio não foram identificadas, mas possivelmente teria sido superaquecimento das rodas do caminhão. Felizmente não houve feridos.

 

Com informações Duscocais

Representantes dos 182 municípios piauienses inscritos no Sela UNICEF – Edição 2017-2020 estarão reunidos com equipes do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), entre esta segunda (19) e quarta-feira (21), em Teresina e Oeiras. Neste 3º Ciclo de Capacitação, os temas abordados são educação, saúde e protagonismo dos adolescentes. Em Teresina, os encontros acontecerão nesta segunda (19) e terça (20) e, em Oeiras, na quarta-feira (21). Os secretários municipais de educação estarão presentes, além do articulador do Selo UNICEF e do mobilizador de adolescentes.

As apresentações incluirão iniciativas de educação, como a Busca Ativa Escolar para inclusão de crianças que hoje estão fora da escola, Trajetórias de Sucesso Escolar, que aborda o enfrentamento da distorção da idade-série, formas de reverter a evasão escolar, a gestão da escola e a articulação com o território e relação escola-família-comunidade, além da apresentação de experiências pedagógicas de sucesso escolar no Brasil. A agenda inclui também orientações para políticas de tratamento adequado da sífilis congênita e relatos de experiência dos Núcleos da Cidadania dos Adolescentes (NUCAs) instalados nos municípios participantes.

Os municípios inscritos no Selo UNICEF comprometem-se a, em quatro anos, implementar políticas públicas para redução das desigualdades e garantir os direitos das crianças e dos adolescentes previstos na Convenção sobre os Direitos da Criança e no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Pela metodologia da iniciativa, as cidades passam a ser monitoradas a partir de 11 indicadores, a exemplo abandono escolar, distorção idade e ano escolar e cobertura vacinal, e precisam evoluir em pelo menos sete. Aqueles que obtiverem os melhores resultados, até 2020, serão certificados.

Durante a edição, o UNICEF e seus parceiros locais promovem um conjunto de atividades formativas (presenciais e à distância), com o objetivo de apoiar os municípios na realização das ações propostas pelo Selo UNICEF e na qualificação das políticas públicas para crianças e adolescentes. A expectativa é que a elaboração e execução das políticas públicas continuem mesmo após o fim da edição. Além disso, a iniciativa monitora e avalia os resultados nas condições de vida das crianças.

selo unicef

O Selo UNICEF

A Edição 2017-2020 do Selo UNICEF conta com a participação de mais de 1.924 municípios de 18 estados brasileiros, na Amazônia e no Semiárido. Destes, 182 estão no Piaui. Seu sucesso é resultado da parceria entre o UNICEF e governos estaduais e municipais por meio da atuação integrada entre diferentes níveis de governo voltados às crianças e adolescentes.

Alcançar os mais de 1.900 municípios que participam do Selo UNICEF só é possível graças ao apoio de milhares de doadores individuais e de parceiros corporativos como Amil, Instituto Net Claro Embratel, Fundação Itaú Social, RGE, Enel, Coelba, Cosern, Celpe, BNDES, CPFL, Sanofi, Neve, Energisa, Celpa e Cemar. Mais informações sobre o Selo UNICEF em www.selounicef.org.br.

Sobre o UNICEF – O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) promove os direitos e o bem-estar de cada criança em tudo o que faz. Com seus parceiros, trabalha em 190 países e territórios para transformar esse compromisso em ações concretas que beneficiem todas as crianças, em qualquer parte do mundo, concentrando especialmente seus esforços para chegar às crianças mais vulneráveis e excluídas.

selo unicef

 

Fonte: Ascom

Pelo menos cinco ônibus escolares do município de Piracuruca pegaram fogo neste sábado (17). Os veículos estavam estacionados no pátio do Centro Integrado de Ensino Fundamental, no bairro Baixa da Ema, próximo ao centro da cidade.

De acordo com as primeiras informações, populares identificaram uma fumaça preta partindo do colégio, quando se aproximaram viram os ônibus pegando fogo. "A polícia vai investigar, mas tem conotação criminosa, já que os ônibus estão nos dois extremos, não dá para dizer que se alastrou de um para o outro. Duas pessoas conseguiram entrar na escola e conseguiram remover dois da frota", informou ao Cidadeverde.com, Jorge Henrique do Portal de Piracuruca, que acompanha os fatos no local.

A coordenadora do Centro, Gabriela Aguiar, também está no local e disse que a frota tem dez veículos que são utilizados diariamente, já que a maioria dos 650 alunos são da zona rural.

"Eles estavam parados desde quarta, porque ontem foi ponto facultativo. Não temos ideia do que possa ter acontecido. Além do prejuízo material tem a questão do abalo emocional. É uma tragédia para nossa cidade", relatou a coordenadora ao Cidadeverde.com.

onibus escolar piracuruca incendiado

As polícias Militar e Civil foram acionadas. O delegado Ricardo Freitas informou que está em diligências e aguardando a perícia para depois comentar o assunto.

"Estamos fazendo os primeiros levantamentos e aguardando a perícia, a princípios os bens foram repassados ao município, por isso começamos as diligências", declara o delegado ao ser questionado se a investigação não seria da Polícia Federal, já que os ônibus são adquiridos com recursos da União.

Seduc repudia ato

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) repudia veementemente a ação criminosa que ocorreu em Piracuruca, na qual elementos ainda não identificados, incendiaram os ônibus escolares que atendem o município. A Seduc reitera que fará todo o necessário para que não haja prejuízo aos alunos e se coloca à disposição da prefeitura para que a situação seja contornada o mais breve possível.

onibus escolar piracuruca incendiados

 

Fonte: Cidade Verde

O Piauí foi o estado em que o valor do PIB per capita mais cresceu dentre todas as Unidades da Federação. O aumento chegou a 5,3  vezes  entre  2002  e  2016. Em reais, passou de R$ 2.441,00 para R$ 12.890,00. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (16) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2º lugar ficou o Mato Grosso com um crescimento de 5,2 vezes.

Além do Piauí e Mato Grosso, também tiveram destaque no crescimento do PIB per capita ao longo da série os estados de Tocantins (4,7 vezes), além de Maranhão e Mato Grosso do Sul (cerca de 4,5 vezes, cada).

Outro dado positivo em relação ao Piauí, segundo o IBGE, é que o estado ocupa a quinta colocação com o maior aumento acumulado do PIB (2002-2016), com 72,7%, o que dá uma média de crescimento de 4,0% ao ano. O estado que registrou o maior acumulado na série foi Tocantins, com 103,4%, o que dá uma média de crescimento anual de 5,2%.

dinheiroreal

2016

De acordo com o IBGE, o Piauí apresentou em 2016 um PIB da ordem de R$ 41,41 bilhões, uma queda de 6,3% comparado com o ano anterior. Foi a segunda maior retração dentre os estados, só perdendo para o Amazonas, que apresentou uma redução de 6,8% no PIB.

A redução das riquezas do Piauí, conforme explica o IBGE, se deu em razão de uma queda generalizada das atividades em todos os setores da economia, exceto áreas do setor de serviços como “administração, defesa, educação e saúde privada” que cresceram 0,9%. "Tendo essas atividades uma participação relativa no total do PIB da ordem de 37,3%", diz o Instituto.

 No tocante à indústria, o Piauí registrou no consolidado uma queda de 9,8% em 2016, especificamente uma redução de 6,2% nas indústrias de transformação, bem como uma redução de 16,2% na indústria da construção civil.

Apesar da queda no PIB em 2016, o Piauí ainda manteve sua participação relativa no total do PIB do país, com 0,7% do total, ocupando a 21ª colocação no ranking das unidades da federação.

 

Fonte: Cidade Verde

 

sdsdsdsds