Foi solto nessa quinta-feira, 11, em audiência de custódia, Edcarlos Alves da Silva, que aparece em um vídeo que viralizou nas redes sociais, sendo torturado dentro da delegacia por dois policiais militares, após ser preso pelo furto de duas motos.

Os dois policiais militares foram presos e o caso é investigado pela Corregedoria da PM-PI. O homem furtou duas motocicletas em frente ao Batalhão da Polícia Militar, que foram encontrada pelos policiais na frente da sua casa.

No momento que foi preso, o acusado afirmou que furtou as motocicletas ‘por engano’. “Aqui em Piripiri eu perdi tudo que eu tinha, por minha causa, nunca tinha roubado nada, foi a primeira vez”, disse ele ao site Piripiri Repórter.

Ao ser conduzido para dentro da delegacia, o suspeito de furto foi torturado e agredido por dois policiais. Nas imagens, é possível ver o acusado sentado e algemado sendo brutalmente espancado pelos PM’s.

O delegado geral da Polícia Civil do Piauí, Lucy Keiko, informou que procedimentos serão instaurados para investigar o comportamento dos policiais. "Isso não compactua com a Polícia Civil, nem com a Polícia Militar, isso foi um fato isolado, não é conduta das nossas polícias, independente do crime cometido por esse rapaz que aparece sendo vítima desse espancamento, nada justifica, nós não podemos combater o crime violando a lei. Nós tivemos contato ontem com o promotor da comarca, Dr. Marcelo, eles vão instaurar um procedimento de investigação criminal por esses fatos, a própria corregedoria da PM também está apurando e nós vamos mandar a corregedoria da Polícia Civil instaurar um procedimento uma vez que esses fatos ocorreram dentro de uma unidade da Polícia Civil, tivemos conhecimento que os policiais militares já estão presos em razão desses fatos e agora é fazer as apurações devidas", declarou.

 

mn