brumadinhoFamiliar do piauiense desaparecido em Brumadinho, no rompimento de barragem, em Minas Gerais relatou que sofreu tentativa de golpe. Francisco Rodrigues conta que uma pessoa telefonou para ele em Guadalupe, interior do Piauí, se identificando como auxiliar do Corpo de Bombeiros pedindo dados da esposa do Edson Rodrigues dos Santos, que está desaparecido.

No 15º dia de buscas, sete corpos foram encontrados na lama de rejeitos da barragem da Vale. Ontem (7), o número de mortos chegou a 157. Entre os desaparecidos está o piauiense Edson Rodrigues dos Santos, 45 anos, natural de Guadalupe.

Francisco conta que desconfiou do rapaz no telefone. "Ele pedia endereço e dados da esposa de meu irmão. Se ele estava em Brumadinho porque ele estava ligando pra mim no Piauí? não repassei nenhum dado. Na hora fiquei preocupado com a esposa do meu irmão e já avisei para não passar nada", disse.

A Polícia Militar de Minas Gerais identificou tentativa de golpes com pessoas publicando contas correntes falsas associadas a instituições renomadas e pedindo dinheiro com o pretexto mentiroso de ajudar os afetados pela catástrofe.

Familiares enviam DNA para ajudar localizar piauiense

Familiares do piauiense fizeram ontem a coleta de material de DNA para ajudar na identificação dos corpos que se encontram no IML de Belo Horizonte.

Três irmãos e o pai do Edson estiverem ontem no Instituto Criminalística de Teresina para a coleta de saliva e digitais para serem enviados a Minas Gerais.

Vários corpos ainda estão sem identificação no IML de Belo Horizonte.

"Ainda tem muitos corpos e pediram para a gente enviar material genético. Ainda estamos todos abalados. Meu pai chora muito e esperamos uma resposta".

 

cidadeverde

Foto: Corpo de Bombeiros