Na manhã desta sexta-feira, 08, uma professora foi assaltada em frente à Igreja do Parque Piauí, localizada na Zona Sul de Teresina. O que chama a atenção é que é a segunda vez, em menos de 15 dias, que seu carro é roubado. O primeiro assalto aconteceu no fim do mês de maio e seu carro, um Fox cinza, foi levado junto com sua bolsa e documentos nas duas ocasiões. Ninguém da polícia foi encontrado para falar sobre o caso.

O ex-marido da vítima, professor Rodrigo Amaral, contou sobre os dois crimes porque, segundo ele, a mulher não consegue falar sobre os casos por ainda estar muito abalada e assustada. Ele disse que o primeiro assalto ocorreu em frente ao local de trabalho da professora, a Unidade Escolar Gabriel Ferreira, localizada no bairro Vermelha, Zona Sul de Teresina.

O carro foi encontrado três dias depois em um matagal, na cidade de Timon, no Maranhão. "O que assaltou a primeira vez era aluno do colégio, tinha sido preso e foi solto e saiu pra roubar", contou o ex-marido da vítima, Rodrigo Amaral.

Já neste segundo assalto, o carro ainda não foi recuperado, mas a vítima já fez o boletim de ocorrência na delegacia do 4º distrito policial. A polícia informou à família da vítima que já há um suspeito. "A polícia disse que ontem foram atrás de um suspeito que vinha efetuando esse tipo de assalto e acham que é o mesmo", contou Rodrigo.

Ele demonstrou revolta principalmente porque, no primeiro caso, o autor do crime já havia sido preso, foi solto e voltou a realizar assaltos. "A gente cobra das autoridades respostas e uma prisão. É uma mesma história que vemos todo dia e a justiça não toma providências".

 

G1-PI

sdsdsdsds