ariosvaldoFaleceu na manhã desta quarta-feira, 17, por volta das 7:00h, depois de sofrer uma parada cardiorrespiratória, o mototaxista identificado como Ariosvaldo Vieira de Sousa, que foi baleado na cabeça durante uma tentativa de assalto na noite de ontem, 16.

A informação foi confirmada, pelo Hospital de Urgência de Teresina (HUT), onde a vítima estava em estado grave.

Entenda o caso

O mototaxista, Ariosvaldo Vieira de Sousa, de 50 anos, foi baleado durante uma tentativa de assalto na noite dessa terça-feira, 16, no bairro São Pedro, zona sul de Teresina.

De acordo com informações do capitão Leonardo, do 1° Batalhão da Polícia Militar, a vítima foi atingida com um tiro na cabeça.

“O bandido chegou em uma motocicleta e tentou assaltar uma transeunte, próximo do Carvalho da Barão. Porém, a população tentou imobilizar o assaltante, mas ele acabou atirando. Acredito que foi um ato de desespero. E o tiro acabou acertando o mototaxista”, contou.

A vítima foi socorrida pelo Samu e levada em estado grave para o Hospital de Urgência de Teresina. Até o momento o assaltante não foi preso.

 

Com informações falapiaui

Foto: reprodução

carmotNa manhã desta terça-feira, 16, um acidente foi registrado na Avenida Senador Dirceu Arcoverde, no bairro Boa Vista em Barras. 

Segundo informações do Coordenador do GAV, Francisco Sampaio, a vítima é um jovem de aproximadamente 20 anos, cuja identidade ainda não foi revelada, teve escoriações membros inferiores, trauma na cabeça e suspeita de fratura em membros superiores, porém estava consciente e orientado.

Os veículos envolvidos no acidente são uma Hilux de cor preta e uma motocicleta modelo FAN.

A vítima foi levada pelo SAMU para o hospital Leônidas Melo.

 

Com informações do visaodopiaui

traficoUma mulher identificada apenas como Aline foi até o quartel da PM de São Miguel do Tapuio, para registrar um caso atípico no município. A mesma denunciou um homem, reconhecido somente por “Cicinho”. Segundo ela, o homem teria lhe aplicado um golpe e ficado com seu aparelho celular, mesmo após o pagamento da dívida.

De acordo com a Polícia Militar, a denunciante se apresentou no quartel como uma usuária de drogas. Em depoimento, ela contou que comprou o entorpecente com Cicinho e por não ter dinheiro no momento deixou o celular como garantia de pagamento. Porém, quando Aline o procurou para quitar a dívida de R$ 50 reais, o homem não devolveu o aparelho eletrônico.

Mediante a denúncia e as informações da possível localização do suspeito, a PM se dirigiu até o local. Ao perceber a proximidade da polícia, Cicinho correu e conseguiu fugir da guarnição. Até o momento, o homem continua foragido. Ele já possui duas autuações por tráfico de drogas.

Na residência foram apreendidos três aparelhos celulares, três motocicletas sendo uma com aviso de furto, uma pequena quantidade de maconha e munições de revólver calibre 38, além de outros objetos. Todo o material apreendido foi levado para o Departamento de Polícia de Castelo do Piauí.

 

portalodia

 

 

Explodiu na madrugada desta terça-feira, 16, o freezer da copa do Palácio Pirajá, na Universidade Estadual do Piauí, durante ocupação dos estudantes no prédio. De acordo com o movimento estudantil, o eletrodoméstico sofreu um curto circuito.

A estudante Maria Clara Soares Silva disse que ontem, 15, a administração da Uespi a energia elétrica do Palácio numa tentativa de “desestabilizar” o movimento e que o curto circuito teria relação com a interrupção de fornecimento.

Os estudantes estão há quase um mês ocupando o Palácio Pirajá. Mesmo com o fim da greve dos professores, o movimento estudantil continua porque, segundo eles, não houve avanço nas negociações das pautas para os alunos da universidade.

“Queremos mais assistência estudantil, reajuste das bolsas, principalmente auxílio moradia e bolsa trabalho. Queremos a construção do restaurante universitário porque a cozinha universitária da Uespi não atende as demandas. Também queremos autonomia financeira, dentre outros pontos”, esclarece Maria Clara.

A estudante lamenta a explosão do freezer e diz que o incidente deixou todos que estavam na ocupação preocupadas. Segundo ela, alguns estudantes ficaram tontos ao respirar fumaça. Alimentos que estavam no freezer também estragaram, de acordo com Maria Clara.

Mesmo com o incidente, os estudantes afirmam que não irão sair do Palácio Pirajá.  “Enquanto não vierem falar com a gente, a não a sai de lá. E vamos continuar até na semana santa”, garante.

A reportagem tentou, mas não conseguiu contato com a assessoria de comunicação da Uespi.

 

cv