barrasUma forte chuva que atingiu a cidade de Barras, na noite dessa quinta-feira, 12, alagou ruas e bairros, obrigando muitas famílias a saírem de suas residências às pressas. Apesar de todas as equipes do exército, do GAV, da Defesa Civil, do Corpo de Bombeiros e da própria prefeitura, incluindo prefeito e secretários, o número de pessoas que necessitam de ajuda é muito grande. O reforço que estava em Cabeceiras foi enviado para Barras.

 

A chuva que durou mais de 3 horas, ultrapassou os 115mm.

 

Em um boletim que saiu antes da chuva, 22 famílias tiveram que deixar suas casas para irem para casa de familiares ou abrigos. Após a chuva dessa noite que se junta com a água que ainda está vindo de José de Freitas, a previsão é que esse número quadruplique. Um novo boletim deve sair nesta sexta-feira (13).

 

Com informações do Longah

Dois açudes transbordaram após a chuva de cerca de 1:30h na noite de ontem em Campo Maior, na região do Bairro Fripisa, provocando corte em uma estrada e invadido casas no Bairro Matadouro, que já enfrentava problemas de alagamento.bairro

Segundo o Coordenador da Defesa Covil Municipal, Edilson da Vargem, o Açude do “Seu Jaime”, que fica próximo Penitenciária de Campo Maior, transbordou e a água acabou caindo no Açude Caiana, que também transbordou.

A força da água cortou parcialmente a estrada que dar acesso as Comunidades Fazendinha, São Pedro, São Mateus, Passagem da Negra entre outras. O corte foi próximo ao campus do IFPI.

Nesta manhã, o nível da água já baixou no Açude Caiana e máquinas já trabalham para restaurar a parede, que serve como estrada para as comunidades. “A Defesa Civil se encontra no local, porque algumas pessoas insistem em trafegar e a situação ainda oferece riscos” disse Edilson.

BAIRRO MATADOURO ALAGADO

O Bairro Matadouro já era um dos bairros parcialmente alagados por conta das cheias dos Rios Pintadas e Longá, mas com o volume d’água dos dois açudes a situação piorou. A Defesa Civil Municipal se encontra nesta manhã retirado famílias que tiveram as casas alagadas durante a noite.

Edilson disse que ainda não tem o número exato de familiais desabrigadas no Bairro e que só será possível saber ao final da operação de socorro das mesmas.

 

Com informações campomaioremfoco

Um jovem identificado como Lázaro Dias Silva, de apenas 19 anos, natural da cidade de Campo Grande do Piauí, ficou ferido, na manhã de ontem, 11,  após sofrer uma descarga elétrica de aproximadamente 25 mil volts enquanto trabalhava na manutenção de um poste no bairro São Rafael, na cidade de São Roque, no interior de São Paulo. descargajovesmdescasrga

O jovem, que desde outubro do ano passado estava trabalhando em uma empresa terceirizada de telefonia móvel, estava fazendo manutenção na fiação quando houve uma descarga elétrica. De acordo com o Corpo de Bombeiros, que participaram do resgate, ele não chegou a tocar nos fios, mas devido à distância de segurança ter sido rompida, foi produzido um arco elétrico que atingiu o jovem.

Com o choque, Lázaro chegou a desmaiar, mas ficou preso ao poste pelo cinto que usava, o que impediu sua queda. Após voltar à consciência, ele foi socorrido e encaminhado a Santa Casa da cidade.

Fora de perigo, o jovem segue internado no Hospital, de onde conversou com o portal da cidade de Campo Grande - CGNotícias - e deu detalhes do seu quadro clínico. “Graças a Deus está tudo bem, estou fora de perigo, só tive umas queimaduras no braço direito inteiro, no pescoço e no lado esquerdo do rosto, queimaduras de segundo grau, eu acho. Ainda estou no Hospital, vou ficar internado aqui não sei por quanto tempo, mas quando receber alta vou embora para o meu Piauí”, disse.

 

Com informações do CGnoticias

O Ministério Público do Piauí vai abrir uma investigação para apurar o suposto furto de pedras da barragem do Bezerro, em José de Freitas. A ação teria contribuído para o vazamento na parede do reservatório. O ponto de partida para descobrir quem retirou o material é a postagem de um policial militar nas redes sociais dando conta que, há alguns anos, apreendeu um caminhão carregado de pedras. Uma pessoa teria sido detida na época.

“Nós tomamos conhecimento de que um policial postou em uma rede social que teria prendido um suspeito num caminhão. Isso depois de 5 anos. Vamos verificar exatamente o que foi que aconteceu. Primeiro nós vamos abrir uma investigação”, disso o promotor Flávio Teixeira.

Segundo o promotor, o policial será notificado para prestar esclarecimentos sobre o caso. O MP quer saber o motivo de o inquérito sobre o caso nunca ter chegado à instituição.

“Vamos notificar esse policial para saber quem foi e por que o inquérito não chegou ao Ministério Público, se é que foi aberto. Essa informação do roubo de pedras tem uns 5 anos. Com o problema que aconteceu agora, esse policial postou nas redes sociais que tinha prendido uma pessoa com um caminhão e tinha levado para a delegacia. Ele declarou agora e a prisão teria ocorrido em 2012. Vamos notificar para ele prestar esclarecimentos”, declarou.

Na última segunda-feira (9), o promotor disse ao Cidadeverde.com que a retirada das pedras na barragem pode ser vista a olho nu. "As pessoas da região relatam que as pedras foram furtadas durante a construção das residências do programa Minha Casa Minha Vida. Se fala em 100 carradas de pedras levadas. Não é possível que ninguém viu isso", desabafou o promotor há dois dias.

Um inquérito civil já havia sido instaurado pelo MP para apurar algumas situações envolvendo a barragem. "Como a apropriação de terras, a criação de animais, a invasão da área de preservação permanente, a situação dos barraqueiros e, entre elas, a questão da falta de manutenção da barragem", lembra o promotor.

Vazamento

Para amenizar a pressão da água na área do vazamento da barragem, o governo do estado fez um canal forçando o rebaixamento do sangradouro. A medida reduziu em 59cm o nível do reservatórios desde domingo.

 

cv

sdsdsdsds