postpNa madrugada deste sábado, 10, dois bandidos em uma motocicleta efetuaram disparos no posto do Batalhão da Polícia Rodoviária Estadual (BPRE), na PI -113, localizado no povoado Santa Teresa, zona rural de Teresina. A suspeita é de que os homens queriam roubar armas dos policiais que estavam no local.

 

 

 

O comandante do BPRE, tenente-coronel Francisco Ramos, confirma o tiroteio no posto, mas afirma que ninguém ficou ferido na ação.“Eram duas pessoas numa moto. Passaram atirando em direção ao posto e fugiram em seguida”, conta o comandante.  

 

 

 

Os tiros, de acordo com o comandante, atingiram somente a parede do posto. Apesar de não serem atingidos pelos disparos, os policiais que estavam de plantão ficaram surpresos com ação dos bandidos.“Todo mundo ficou assustado. Foi a primeira vez que aconteceu uma ocorrência desse tipo”, acrescenta o comandante.

 

 

 

Ainda não há detalhes sobre que teria motivado ao certo a ação dos criminosos e nem suspeitas sobre a identidade da dupla.

 

 

 

 

 

 

FONTE: cidadeverde.com

fetoUm feto foi encontrado na calçada de uma rua no bairro Mafuá, zona Norte de Teresina, por um adolescente que passava pelo local e informou aos moradores, que imediatamente acionaram a Polícia Militar. O feto estava ao lado de uma lixeira.

 

A moradora Gerlândia Cleayer disse que a cena chocou a todos da vizinhança e que ninguém suspeita de quem tenha deixado esse feto no local, pois não houve nenhum pedido de socorro nas últimas horas, caso uma gestante, por exemplo, estivesse passando mal na rua.

 

"O feto estava no chão sem nada. Uma enfermeira que mora aqui próximo veio aqui e disse que pela experiência dela deve ter de dois a três meses. Nós colocamos uma caixa ao redor dele para proteger, mas não sabemos se o aborto ocorreu aqui mesmo ou se o feto foi deixado aqui", disse a moradora.

 

O sargento da Polícia Militar, João Santos, informou que a população o acionou por volta das 14:00h. A área foi isolada e a perícia foi acionada ao local. O feto será encaminhado para o Instituto de Medicina Legal.

 

cv

marquinhomaçaA Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecente (Depre), prendeu Marcos Antônio Borges de Sousa, conhecido como “Marquinhos da Maçã” Na noite dessa quinta-feira, 8. A prisão ocorreu por volta das 22:30h, no bar do Evaldo, localizado na Av. João XXIII, zona leste de Teresina.

 

Marquinhos da Maçã foi preso em flagrante por tráfico de drogas, mas segundo informações da Polícia Civil, o detido já responde pelos crimes de roubo, de trânsito e violência doméstica. O suspeito foi flagrado com entorpecentes.

 

De acordo com a polícia, Marquinhos é suspeito de vender drogas principalmente para universitários na Avenida dos Expedicionários em Teresina. A ação da Depre foi coordenada pela equipe do Delegado de Polícia Tales Gomes.

 

Após a prisão, os agentes encaminharam o acusado para Central de Flagrantes de Teresina. Um veículo Fiat Punto também foi apreendido.

 

 

Com informações do viagora

Foi esfaqueada no bairro Mafrense, Zona Norte de Teresina, na tarde dessa quinta-feira, 08, a idosa identificada como Maria Dalva Costa, de 63 anos. O suspeito, identificado como Vinícius, foi espancado por populares e conduzido à Central de Flagrantes. O motivo teria sido uma dívida, segundo a Polícia Militar.

 

De acordo com a PM, Vinícius estaria devendo uma quantia em dinheiro para Maria Dalva. O valor não foi informado. Ele deixou um celular com a mulher para garantir o pagamento e, ontem à tarde, foi à casa dela para quitar o débito. Contudo, a PM informou que ele não levou o valor total da dívida.

 

Nesse momento, a PM informou que os dois iniciaram uma discussão e o suspeito atingiu a idosa com duas facadas no abdômen. Ele foi agredido por vizinhos da vítima, que ouviram pedidos de socorro.

 

A mulher foi encaminhada ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT) e o suspeito para a Central de Flagrantes. Ainda não se sabe se a dívida tinha relação com venda de drogas. A mulher passou por cirurgia ontem e fez drenagem de tórax. Seu quadro é estável. A Polícia Civil vai investigar o crime.

 

G1 PI

sdsdsdsds