Na noite dessa quarta-feira, 06, um caminhão carregado de granito tombou na BR-316 após desviar de um buraco, entre as cidades de Demerval Lobão e Teresina. Segundo o condutor do veículo, o trecho não estava sinalizado, e devido a falta de luminosidade e a pista molhada pela chuva, acabou não percebendo o desnível na pista, o que ocasionou o acidente. A rodovia passa por obra de duplicação desde 2013.carretagranito

“Eu vinha na pista por volta das 19h30, a pista aparentemente perfeita, com faixa, asfalto novo e de repente a pista acaba. Avistei o buraco, mas como vinha veículo do lado, poderia provocar um acidente pior. Então segurei a direção, mas não deu e acabou tombando”, disse o motorista Aldair José.

A Polícia Rodoviária Federal do Piauí (PRF) atribuiu o acidente a falta de sinalização e que a pista está violando as leis de trânsito.

“Segundo código de trânsito, nenhuma via pode ser aberta para circulação quando ela está em reforma ou em construção, sem que seja feita a sinalização na sua totalizada. E aqui nós observamos que não existe nenhuma sinalização vertical, horizontal e luminosa. A gente atribui a sinalização inadequada ou inexistente. O estado deve responder objetivamente por isso”, informou o inspetor Hélio Cipriano.

A obra de duplicação da BR-316, cerca de 9 Km, deu início em 2013 e foi orçada em mais R$ 65 milhões. Estava prevista para ser concluída no segundo semestre de 2018, mas ainda não foi finalizada.

O Departamento de Estradas e Rodagem do Piauí (DER), comunicou que no trecho que liga Teresina a Demerval Lobão foi feita a sinalização de toda a extensão da pista que já foi duplicada e nos trechos que estão sendo finalizados, a empresa contratada está retomando as obras. Informou ainda que este mês irá priorizar toda sinalização do perímetro.

 

G1 PI

Foto: Reprodução/ TV Clube

Uma carreta tombou na BR-316, próximo ao bairro Porto Alegre, zona Sul de Teresina, na noite desta quarta-feira, 06.

De acordo com a PRF, o veículo tombou no acostamento. O motorista seguia sentido Demerval Lobão. Não há informações do que teria provocado o acidente. O condutor não teve ferimentos.

Uma equipe da PRF atendeu a ocorrência. Até a manhã desta quinta-feira, 07, o veículo ainda não tinha sido retirado do local. 

 

falapiaui

A partir da próxima semana, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vai iniciar uma força-tarefa para fiscalizar in loco as barragens de 142 usinas hidrelétricas. No Piauí, a fiscalização vai acontecer na Usina de Boa Esperança, em Guadalupe, munícipio localizado a 337 km de Teresina, e classificada pela Aneel como de “Dano Potencial Alto”, por estar localizada nas proximidades de uma área densamente povoada.

Além das vistorias presenciais, a ANEEL também determinou que as usinas fiscalizadas apresentem a atualização do Planos de Segurança de Barragens e do Plano de Ação Emergencial. Nesse caso, para reforçar o comprometimento com as informações apresentadas, a ANEEL passou a exigir que os documentos sejam assinados não somente pelo responsável técnico, como também pelo presidente da empresa.

A fiscalização da Agência caracteriza as barragens por dois critérios: dano potencial alto e risco. No dano potencial alto são compreendidos aspectos como: grandes reservatórios; existência de pessoas ocupando permanentemente a área a jusante da barragem; e existência de instalações residenciais, comerciais, agrícolas, industriais de infraestrutura e serviços de lazer e turismo na área que seria afetada. Já no critério de risco são avaliados: a documentação do projeto, qualificação técnica da equipe de segurança de barragens, roteiros de inspeção de segurança e monitoramento.

Localizada às margens do Rio Parnaíba, a Usina Hidrelétrica de Boa Esperança fornece energia ao estado do Piauí e, atualmente, é operada pela Companhia Hidrelétrica do São Francisco.

 

portalodia

bombeirNa noite de ontem, 06, o Corpo de Bombeiros foi acionado para controlar um incêndio em uma residência localizada no Parque Vitória, bairro Angelim, Zona Sul de Teresina. De acordo com o tenente Everton Almeida, não se sabe como o fogo começou e ninguém ficou ferido.

As chamas foram percebidas pelos vizinhos, que acionaram o Corpo de Bombeiros por volta das 23:00h. "Não tinha ninguém em casa no momento, portanto ninguém se feriu", informou o tenente Everton Almeida.

A casa é de taipa e possui teto feito com palha, que tem elevado potencial de risco de incêndio. Segundo os bombeiros, as chamas atingiram um quarto e a varanda da casa, mas foi possível extingui-las antes que se espalhassem por outros cômodos.

"Não é possível determinar como o fogo começou, mas foi possível extinguir as chamas antes que se espalhassem para outros cômodos", afirmou o tenente Almeida.

 

G1 PI

Foto: divulgação CBM/PI