Uma operação para combater uma facção criminosa que atua dentro e fora de presídios, foi deflagrada pela Polícia Civil, na manhã desta segunda-feira, 15. São 75 mandados de prisão expedidos pela Justiça e mais 72 de busca e apreensão sendo cumpridos em três estados: Goiás, Tocantins e Piauí. A operação foi denominada de Intramuros.

Aqui no Piauí, o mandado que está sendo cumprido é de prisão contra uma mulher identificada pelas iniciais M.K.A.S, na cidade de Marcolândia. De acordo com a Polícia Civil, ela é acusada de tráfico de drogas e formação de organização criminosa. As investigações da Secretaria de Segurança do Tocantins apontaram que M.K.A.S seria parente de um dos integrantes da facção e que teria emprestado sua conta bancária para a quadrilha movimentar e lavar o dinheiro conseguido com o tráfico de drogas. Sua prisão foi coordenada pelo delegado titular de Picos, Agenor Júnior, com apoio de investigadores das delegacias de Picos e Simões.

As investigações começaram após agentes penitenciários encontrarem celulares dentro de um presídio do Tocantins – a Casa de Prisão Provisória de Paraíso – na região central do Estado. A polícia cumpre mandados em 14 cidades do estado tocantinense e até agora 50 pessoas foram presas lá. Já em Goiás, são cumpridas quatro ordens de prisão em Aparecida de Goiânia.

De acordo com a Secretaria de Segurança do Tocantins, de todos os alvos, pelo menos 30 estão dentro do sistema prisional. Eles são apontados como chefes da facção criminosa e comandam o tráfico de dentro da cadeia. Além de tráfico de drogas, os alvos são suspeitos de roubos e assassinatos.

As investigações da Polícia Civil do Tocantins duraram seis meses. A ação envolve 300 policiais.

 

portalodia

idosoUm idoso identificado como Firmo Rodrigo Santiago, de 83 anos, foi assassinado com três tiros durante uma tentativa de assalto na Avenida Camilo Filho, no conjunto São Sebastião, bairro Todos os Santos, na zona Sudeste de Teresina, na manhã desta segunda-feira, 15, por volta de 05:40h.

De acordo com informações, o idoso estava indo deixar sua filha em uma parada de ônibus para que ela pudesse ir ao trabalho, quando foi surpreendido por uma dupla em uma motocicleta que já chegou anunciando o assalto.

“Esse idoso foi até a parada para que a filha dele pudesse pegar o ônibus, quando chegou, dois criminosos anunciaram o assalto, houve a tentativa porque o assalto não foi consumado. O idoso sacou de um facão e um dos criminosos alvejou ele com três tiros, fazendo com que ele fosse a óbito ainda no local”, declarou o tenente Nascimento.

Familiares do idoso acreditam que os criminosos moram nas proximidades. Segundo seu filho, Santiago, ele já tinha pedido ao pai para não fazer mais essa rotina de deixar pessoas na parada de ônibus.

“Eu já tinha falado para ele, para evitar esse negócio de deixar as pessoas em parada de ônibus, porque ele gostava de ajudar as pessoas, ele era um pouco duro e não me atendia, mas ultimamente ele não estava mais vindo. Só que hoje ele veio e aconteceu o pior, eu já fui vítima disso também, só que eu não reagi e estou vivo. Meu pai sempre criou a gente bem, nunca pisamos em um distrito, vivia para o trabalho dele”, disse.

De acordo com o vizinho, a vítima era bastante conhecida na região. “Ele era uma pessoa muito querida, quando eu vim para cá ele já morava na comunidade, todo mundo conhece ele, aqui infelizmente a polícia tem que sempre estar transitando para poder evitar mais esse tipo de situação, porque antigamente São Sebastião não era dessa forma”, declarou.

 

mn

Esse homem mostrado na imagem está sendo acusado de danificar portões de empresas comerciais no centro de Floriano. Uma das empresas vitimas é do empreendedor Junior Som que tem localização num trecho da Rua Bento Leão, Centro.

maurilio

A empresa atua com instalação de equipamentos automotivos e estava tendo a porta danificada a pedradas, caso ocorrido no final de semana.

"Uma pessoa me telefonou afirmando que tinha um homem apedrejando a Oficina e, quando retornei, havia um rapaz jogando pedras no portão. Acho que ele tem distúrbios, pois ele danificou tanto o meu portão como o do vizinho," disse o Jr. afirmando que o Maurilio Martins Dantas Costa (foto) não chegou a invadir a empresa.

 

Da redação

Foi solto nessa quinta-feira, 11, em audiência de custódia, Edcarlos Alves da Silva, que aparece em um vídeo que viralizou nas redes sociais, sendo torturado dentro da delegacia por dois policiais militares, após ser preso pelo furto de duas motos.

Os dois policiais militares foram presos e o caso é investigado pela Corregedoria da PM-PI. O homem furtou duas motocicletas em frente ao Batalhão da Polícia Militar, que foram encontrada pelos policiais na frente da sua casa.

No momento que foi preso, o acusado afirmou que furtou as motocicletas ‘por engano’. “Aqui em Piripiri eu perdi tudo que eu tinha, por minha causa, nunca tinha roubado nada, foi a primeira vez”, disse ele ao site Piripiri Repórter.

Ao ser conduzido para dentro da delegacia, o suspeito de furto foi torturado e agredido por dois policiais. Nas imagens, é possível ver o acusado sentado e algemado sendo brutalmente espancado pelos PM’s.

O delegado geral da Polícia Civil do Piauí, Lucy Keiko, informou que procedimentos serão instaurados para investigar o comportamento dos policiais. "Isso não compactua com a Polícia Civil, nem com a Polícia Militar, isso foi um fato isolado, não é conduta das nossas polícias, independente do crime cometido por esse rapaz que aparece sendo vítima desse espancamento, nada justifica, nós não podemos combater o crime violando a lei. Nós tivemos contato ontem com o promotor da comarca, Dr. Marcelo, eles vão instaurar um procedimento de investigação criminal por esses fatos, a própria corregedoria da PM também está apurando e nós vamos mandar a corregedoria da Polícia Civil instaurar um procedimento uma vez que esses fatos ocorreram dentro de uma unidade da Polícia Civil, tivemos conhecimento que os policiais militares já estão presos em razão desses fatos e agora é fazer as apurações devidas", declarou.

 

mn