O ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Luis Felipe Salomão negou pedido feito pela coligação presidencial O Povo Feliz de Novo, de remoção de conteúdo compartilhado pelo WhatsApp. A coligação é composta pelos candidatos a presidente e vice Fernando Haddad (PT) e Manuela D’Ávila (PC do B).

haaddad1Leia a íntegra.

A decisão foi publicada nesta 6ª feira (12.out.2018). A defesa da chapa petista declarou em seu pedido que o grupo do aplicativo de mensagens “aRede – Eleições 2018”, administrado por Fernando Rogala, Mario Luiz Martins, e que possui 173 participantes, difunde afirmações infundadas, injuriosas e difamatórias.

“Não podem as pessoas representadas empregar com tamanha irresponsabilidade o aplicativo de mensagens – meios de rápida difusão de conteúdo – para circulação de afirmações infundadas, injuriosas e difamatórias que visam, única e exclusivamente, manipular a opinião pública por meio de ilações vazias”, afirmam os advogados dos candidatos.

Ao indeferir a solicitação, o ministro Salomão sustenta que o aplicativo é privado e não aberto ao público. “Com efeito, as mensagens enviadas por meio do aplicativo Whatsapp não são abertas ao público, a exemplo de redes sociais como o Facebook e o Instagram. A comunicação é de natureza privada e fica restrita aos interlocutores ou a um grupo limitado de pessoas”, diz.

Um dos boatos compartilhados no grupo de WhatsApp foi desmentido pelo Comprova, agência de checagem composta pelo Poder360 e mais 23 veículos de imprensa. A informação falsa afirma que a candidata a vice Manuela D’Ávila teria dito que o cristianismo iria desaparecer por ser mais popular que Jesus.

Em casos envolvendo o Facebook, que possui mensagens públicas, o TSE aceitou pedidos da coligação O Povo Feliz de Novo. O Tribunal já solicitou que fossem retirados conteúdos falsos envolvendo Manuela e Haddad da rede social.

Os familiares do empresário Raimundo Tem Tem e o do vereador Miguel Vieira de Barros Lima se reuniram na noite dessa sexta-feira, 12 de outubro, para celebrar a Nossa Senhora Aparecida.

nossa

O encontro religioso que contou com presenças de dezenas de amigos e populares foi no Sitio Manoel Vieira, zona rural de Floriano.

nossss

O celebrante de uma missa foi o padre Luiz de França, hoje pároco da Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré, em Nazaré do Piaui.

O evento cultural religioso se realiza pelo terceiro ano consecutivo e contou com presença do prefeito Joel e família.

 

Da redação

Uma celebração na propriedade da família Vieira Lima, região da localidade Tatú, zona rural de Floriano, está confirmarda para às 18:30h de hoje, data em que se celebra o Dia de Nossa Senhora Aparecida.

O momento religioso reúne os familiares do professor Raimundo Vieira, do vereador Miguel Vieira e ainda parentes, amigos e convidados.

Um padre já confirmou presença e vai presidir o momento no Sítio Manoel Vieira onde foi construída uma grupo e foi colocada a homenagem de Nossa Aparecida.

 imagem

Da redação

 

sucataNa tarde desta quinta-feira, 11, um incêndio atingiu uma sucata e destruiu os carros estacionados no pátio, no bairro Redenção, Zona Sul de Teresina. Segundo o Corpo de Bombeiros, o fogo começou na mata seca e rapidamente alcançou os veículos, que estavam com combustível.

O proprietário da sucata informou que o prejuízo só não foi maior, porque semana passada removeu alguns veículos para Timon, no Maranhão. Equipes do Corpo de Bombeiros tentam controlar as chamas.

"Por volta das 16h30 recebemos um chamado do incêndio em um ônibus, ao chegar aqui nos deparamos com essa situação, o fogo na sucata envolvendo vários veículos. Iniciamos o combate, como havia muito material combustível rapidamente o fogo se alastrou", explicou o tenente Juarez José de Sousa, do Corpo de Bombeiros.

A equipe contou com o apoio de outras viaturas e cerca de 90% do incêndio foi controlado. Conforme o proprietário da sucata, grande quantidade de usuários de drogas ficam próximo ao local, que pode ter provocado o fogo.

"Estamos agora fazendo a parte de rescaldo", disse.

O dono da sucata ao lado, Renato, contou que o fogo durou 30 minutos e atingiu parte da sua propriedade. "Tentei combater as chamas com baldes de água, mas pela fumaça recuei e logo depois os bombeiros chegaram. Apesar do susto, ninguém ficou ferido", disse.

 

G1 PI

Foto: Andrê Nascimento/G1 PI

sdsdsdsds